A+ / A-

Juventus e Allegri discutem futuro no final da temporada

17 abr, 2019 - 09:59 • Redação

Agnelli, presidente do clube italiano, aponta para a continuidade do técnico, que tem contrato até 2020. "Ainda tem mais um ano de contrato e no final da temporada vamos sentar-nos para conversar sobre a situação", disse.
A+ / A-

Andrea Agnelli, presidente da Juventus, apoia a continuidade de Massimiliano Allegri no banco de suplentes da Juventus, mas diz que as duas partes vão discutir a situação no final da temporada.

"O futuro será com Allegri no banco, claro. Ainda tem mais um ano de contrato e no final da temporada vamos sentar-nos para conversar sobre a situação", disse, após a eliminação da Liga dos Campeões.

O representante máximo da "Vecchia Signora" não escondeu a desilusão com a eliminação nos quartos de final da Liga dos Campeões, frente ao Ajax, mas deixou grandes elogios à jovem formação holandesa: "Não podemos esquecer que é uma equipa que criou dificuldades ao Real, ao Bayern e à Juventus. Veremos onde chegará o Ajax. O tempo vai dizer-nos se são jovens que sentem o peso da história".

A conquista da Liga dos Campeões era um objetivo declarado para esta temporada, com a contratação de reforços como Cristiano Ronaldo, João Cancelo e Bonucci, que custaram mais de 200 milhões de euros. Agnelli diz que a conquista da liga milionária continuará a ser a meta da próxima temporada, troféu que foge à Juventus desde 1996.

Massimiliano Allegri é o treinador da Juventus desde 2014/15, e venceu cinco campeonatos, quatro taças e três supertaças. Esta temporada, a Juve apenas precisa de uma vitória na próxima jornada para revalidar o título de campeão, mas está fora da luta pela Taça e Liga dos Campeões.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.