A+ / A-
Liverpool

Da bancada para o banco de suplentes. Klopp espera um ambiente hostil no Dragão

16 abr, 2019 - 19:04 • Redação

O treinador do Liverpool confessa que assistiu a um FC Porto-Benfica, no estádio, há varios anos, e sabe que o ambiente não será fácil para a segunda mão dos quartos de final da Liga dos Campeões.
A+ / A-

Jurgen Klopp, treinador do Liverpool, destacou o ambiente que espera a sua equipa no Estádio do Dragão, para a segunda mão dos quartos de final da Liga dos Campeões. Em conferência de imprensa, o técnico dos "reds" recorda um clássico entre FC Porto e Benfica que assistiu das bancadas, e admite que terá uma missão complicada para garantir a passagem às meias-finais:

"Temos de estar no nosso limite novamente, a 100%. Já estive aqui num jogo entre FC Porto e Benfica há muitos anos e sei do ambiente que conseguem criar aqui. Os meus jogadores não são tontos, o Porto jogou muito bem na segunda mão e temos de repetir a exibição", disse.

Klopp não revela a estratégia para o jogo frente aos dragões, e espera que Maxi Pereira repita a titularidade: "O que formos fazer amanhã, mostramos em campo e não revelo na conferência. Acho que o Maxi e o Pepe vão jogar, mas não espero que joguem com cinco defesas".

Independentemente do onze inicial do FC Porto, Klopp diz que a equipa não será surpreendida, mas destaca os regressos de Pepe e Herrera, que cumpriram castigo na primeira mão: "Temos as coisas preparadas e nada será uma grande novidade. Adaptamo-nos e vamos jogar o nosso futebol. O Pepe e Herrera são grandes jogadores e fazem a diferença, mas não mudamos a nossa estratégia por isso".

O FC Porto-Liverpool está marcado para quarta-feira, às 20h00, jogo com relato na Renascença e acompanhamento ao minuto em rr.sapo.pt

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.