A+ / A-
EUA

Museu de Nova Iorque cancela evento em honra de Jair Bolsonaro

16 abr, 2019 - 12:29 • Redação

Museu Americano de História Natural foi duramente criticado por planear homenagem ao controverso Presidente brasileiro.
A+ / A-

O Museu Americano de História Natural cancelou esta terça-feira um evento que tinha planeado em honra do atual Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro.

O anúncio chega depois de duas críticas ao museu norte-americano por ter aceitado organizar uma cerimónia na qual Bolsonaro ia ser homenageado.

Responsáveis do museu em Nova Iorque dizem que "não é o melhor local" para o evento, que será agora organizado noutro espaço ainda a definir.

O evento está a ser organizado pela Câmara do Comércio Brasil-EUA, uma organização não-governamental sem fins lucrativos que promove trocas comerciais, investimento e eventos culturais entre os dois países. A sua gala anual, este ano dedicada a Bolsonaro, terá lugar a 14 de maio.

Nessa cerimónia, a Câmara atribui um prémio à personalidade do ano; este ano é o laureado é o polémico Presidente brasileiro, que tomou posse a 1 de janeiro deste ano.

No seu site oficial, a organização diz que escolheu o líder nacionalista de extrema-direita em reconhecimento da sua "intenção clara de fomentar laços comerciais e diplomáticos entre o Brasil e os EUA e o seu firme compromisso com a construção de uma parceria forte e duradoura entre as duas nações".

A maioria das pessoas que estava a criticar a organização do evento no Museu Americano de História Natural sublinha que não faz sentido homenagear naquele espaço cultural um homem que já prometeu abrir a floresta da Amazónia a exploração que vai pôr em risco os seus recursos naturais, uma posição contrária à missão do museu.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.