A+ / A-

E a primeira vítima de "Game of Thrones" é… o serviço da HBO Portugal

15 abr, 2019 - 06:03 • Rui Barros

Só uma hora depois do primeiro episódio da última temporada da "Guerra dos Tronos" ter estreado oficialmente é que o serviço o disponibilizou.
A+ / A-

O serviço de streaming HBO Portugal chegou ao país com um grande argumento de peso: era, a par do canal de televisão por cabo ScyFy, o único sítio em que os portugueses poderiam ver o primeiro episódio da série de culto “Game of Thrones” à hora em que estreava nos Estados Unidos.

Mas os subscritores do serviço de vídeo multiplataforma que esperaram pelas 2h00 para ver a estreia da popular série tiveram uma desagradável surpresa. O fluxo de espectadores que recorreu ao serviço foi tal que o serviço esteve indisponível pela madrugada a dentro.

No momento em que o episódio terminou no canal de televisão, o serviço ainda não estava funcional na plataforma da HBO através do navegador. Na aplicação móvel, o episódio surgia, mas com a indicação que estaria disponível “em breve”.

As reclamações dos fãs da série foram tantas que levaram a página oficial do serviço que oferece filmes e séries do canal norte-americano a reagir, através das redes sociais, a pedir desculpa aos utilizadores.

“O episódio está a chegar. O exército dos mortos apareceu sem avisar e temos as várias Casas a trabalhar para os derrotar. Estamos a fazer de tudo para derrotar o inimigo e disponibilizar o episódio o mais rápido possível. Pedimos desculpa pela situação e agradecemos a vossa paciência”, pode ler-se na publicação feita na rede social Facebook cerca de 20 minutos depois da hora em que oficialmente a série seria disponibilizada no serviço. Entretanto, a publicação foi apagada e substituída por outra a anunciar que o episódio já está disponível.

O pedido de desculpas não tranquilizou, no entanto, os fãs da série. Na rede social Twitter foram vários os utilizadores que manifestaram o seu desagrado, usando muitas vezes “memes” e gifs com referências à série.

A Renascença contactou a empresa responsável pelo serviço para obter um comentário à falha ocorrida, mas até ao momento ainda não obteve resposta.

Só por volta das 3h10, mais de uma hora depois do episódio ter estreado oficialmente, é que o serviço o disponibilizou.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.