|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Incêndio florestal faz um morto em Oliveira de Azeméis. PJ investiga

19 mar, 2019 - 17:02 • Agência Lusa

Vítima é um homem de 65 anos. Terá sido surpreendido pelas chamas quando estava a fazer uma queimada.

A+ / A-

Um homem, de 65 anos, foi encontrado morto esta terça-feira na sequência de um incêndio florestal em Oliveira de Azeméis, distrito de Aveiro. A Polícia Judiciária (PJ) está a investigar o caso.

Em declarações à Lusa, o comandante dos Bombeiros de Fajões, Ricardo Guerra, disse que os indícios recolhidos no local apontam para que o homem tenha sido surpreendido pelas chamas quando estava a fazer uma queimada.

"No local há evidências de terem sido feitas queimas de sobrantes, mas enquanto as autoridades policiais não concluírem as perícias será prematuro dizer que foi derivado a esse facto", explicou o comandante.

De acordo com o mesmo responsável, a vítima encontrava-se já carbonizada e foi encontrada pela primeira equipa a chegar ao local do incêndio.

O alerta para o fogo numa zona de mato, em Macieira de Sarnes, no concelho de Oliveira de Azeméis, foi dado cerca das 16h00.

O comandante dos Bombeiros de Fajões disse que o incêndio foi difícil de combater devido ao "forte vento" que se fazia sentir no local.

O fogo foi dado como dominado pelas 18h00, mas às 19h15 ainda se mantinham no local diversos meios envolvidos em trabalhos de consolidação e rescaldo.

O combate às chamas chegou a envolver mais de 60 operacionais das corporações de Fajõies, Oliveira de Azeméis, Arrifana, São João da Madeira e Vale de Cambra, auxiliados por 17 veículos e três meios aéreos.

[notícia atualizada às 19h31]

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.