A+ / A-
15 dias para a saída

Parlamento britânico vai votar segundo referendo ao Brexit

14 mar, 2019 - 12:56 • Redação

Deputados da Câmara dos Comuns votam esta quinta-feira moção para adiar o Brexit e levar termos do acordo com a União Europeia a consulta popular.
A+ / A-

Os deputados britânicos vão ter, pela primeira vez, oportunidade de votar a possibilidade de realizar um segundo referendo sobre o Brexit. A votação está marcada para as 19h desta quinta-feira, ao terceiro dia de importantes debates e votações sobre a retirada do Reino Unido da União Europeia.

Quando faltam precisamente 15 dias para o prazo legal de saída, a deputada Sarah Wollaston, que deixou o Partido Conservador de Theresa May para criar o Grupo Independente no Parlamento, apresentou esta manhã uma moção para adiar o Brexit e para que possa haver uma nova consulta pública, na qual os eleitores serão chamados a aprovar - ou, por outro, a chumbar - o acordo nos termos em que foi alcançado entre Londres e Bruxelas.

Durante a tarde desta quinta-feira vai também ser debatida e votada uma moção apresentada pelo Governo de May para pedir à UE uma extensão do prazo de saída como definido pelo artigo 50.º do Tratado de Lisboa, o único mecanismo nos tratados europeus que prevê a saída inédita de um Estado-membro.

O debate surge depois de, na quarta-feira, os deputados britânicos terem aprovado uma emenda que rejeita a retirada do Reino Unido da União Europeia sem acordo sob qualquer circunstância, em mais um duro golpe para o Governo de Theresa May, na sequência de uma primeira votação na terça-feira em que uma maioria voltou a chumbar o acordo que a primeira-ministra negociou.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.