A+ / A-
Venezuela

O negócio obscuro que sustenta o regime de Maduro

11 fev, 2019 - 20:25 • Reuters com redação

Na Venezuela, o negócio "ilícito" da exploração de ouro é o segredo que sustenta o regime de Maduro. A Turquia é o seu principal comprador, fornecendo a Caracas bens essenciais em troca do metal precioso.
A+ / A-
O negócio obscuro que sustenta o regime de Maduro
O negócio obscuro que sustenta o regime de Maduro

A crise económica na Venezuela abalou o país e com o exponecial aumento da inflação, milhares de venezuelanos encontraram na exploração mineira uma fonte alternativa de rendimento.

Cerca de 300 mil mineiros artesanais trabalham diariamente, no sul da Venezuela, em condições difíceis, para conseguirem ter acesso a bens essenciais, como alimentos ou produtos de higiene, adianta a agência Reuters.

O ouro é vendido ao Estado venezuelano e pago na moeda nacional, o bolívar, profundamente desvalorizado. O minério é depois transportado para os cofres do Banco Central, na capital Caracas, e utilizado como moeda de troca para pagar a importação de bens. Nos últimos três anos, o Governo da Venezuela adquiriu cerca de 17 toneladas de ouro, no valor aproximado de 573 milhões de euros.

Maduro consegue, assim, transformar uma moeda que perdeu o valor em ouro, muito valorizado, e contornar as sanções e o bloqueio comercial que pretendem forçar a antecipação de eleições livres no país.

Estes “caçadores de fortunas”, que operam em minas improvidas no centro de ecossistemas florestais frágeis, contam ainda que são muitas vezes alvo de extorsão por parte das próprias forças militares estatais.

Recentemente, John Bolton, conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca apelou a todos os empresários que não aceitem negociar com a Venezuela “em ouro, petróleo ou outros recursos naturais”.

A Turquia é, segundo a agência Reuters, “o principal comprador”, fornecendo a Caracas bens essenciais em troca do metal precioso.

Uma investigação da agência norte-americana Bloomberg revelou ainda que uma empresa turca mistério importou,em apenas um ano, 900 milhões de dólares em ouro da Venezuela.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.