A+ / A-

Obras do Conservatório Nacional aguardam visto do Tribunal de Contas

11 fev, 2019 - 09:34 • Lusa

Novo projeto prevê que a Escola cresça em altura e ganhe uma ala inteiramente nova, com mais salas, uma nova cantina e um novo estúdio de dança.
A+ / A-

As obras de requalificação do Conservatório Nacional, em Lisboa, vão custar 10 milhões de euros. A intervenção aguarda apenas o visto do Tribunal de Contas para avançar.

"É uma obra que vai permitir manter o Conservatório no seu histórico edifício. Esta é uma requalificação há muito desejada por esta comunidade educativa e, indubitavelmente, merecida. Como ficou bem ilustrado na visita em que acompanhei o senhor primeiro-ministro, esta intervenção representa uma real e substantiva prioridade do Governo. Os alunos do ensino da música e da dança continuarão a ter, com o renovado Conservatório Nacional, um lugar de eleição para a sua sólida formação humanística, científica, estética e artística", disse à Lusa o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues.

Com o contrato de empreitada assinado fica apenas a faltar o visto prévio do Tribunal de Contas à obra cujo custo orçamentado é de 10,58 milhões de euros, mais o valor do IVA.

O Conservatório Nacional é uma das escolas secundárias do país com maior necessidade de intervenção, tendo os alunos sido obrigados a terem aulas noutras escolas desde o arranque deste ano letivo, por falta de condições do edifício.

Este projeto de reabilitação obrigou os cerca de 800 alunos a instalarem-se provisoriamente na escola secundária Marquês de Pombal, em Lisboa, a partir deste ano letivo (2018-2019), durante um período previsível de dois anos, como foi anunciado pelo ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, durante a apresentação do projeto de reabilitação do edifício, no final do anterior ano letivo.

O novo projeto prevê que a Escola do Conservatório Nacional cresça em altura e ganhe uma ala inteiramente nova, com mais salas, uma nova cantina e um novo estúdio de dança.

Está também previsto a criação de um sistema de aquecimento e um sistema elétrico novo, o reforço da estrutura e a manutenção dos átrios, da biblioteca e do salão nobre.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.