A+ / A-

Incêndios fazem um morto e oito feridos. Cadeia de Monsanto palco de explosão de gás

13 jan, 2019 - 15:33 • Redação com Lusa

Foi um início de domingo conturbado no país. Em Peniche, foi encontrado o corpo de um homem junto à praia.
A+ / A-

Um morto e oito feridos é o resultado de dois incêndios que ocorreram neste domingo de madrugada no país.

Um homem de cerca de 50 anos morreu carbonizado num incêndio numa casa em Calvão, concelho de Chaves. O alerta foi dado pelas 4h00 e, quando as equipas de bombeiros chegaram ao local, a casa "estava toda tomada pelas chamas, o telhado caído e o soalho já estava também consumido pelas chamas", revela comandante dos Bombeiros Voluntários de Salvação Pública de Chaves.

Segundo José Carlos Silva, o homem era paraplégico e foi encontrado morto pelas 8h30. A GNR acrescenta que vivia sozinho.

A GNR tomou conta da ocorrência e foi acionada a Polícia Judiciária de Vila Real, que irá apurar as causas deste fogo, que mobilizou 14 operacionais e seis viaturas, entre bombeiros e militares da GNR.

À mesma hora, mas em São Mamede de Infesta estava a começar outro incêndio num primeiro andar. Segundo os bombeiros, há registo de oito feridos ligeiros, incluindo um polícia.

A família ficou desalojada e, por precaução, tiveram também de sair de suas casas os habitantes dos restantes apartamentos.

Homem encontrado morto junto a uma praia de Peniche

O corpo de um homem foi encontrado este domingo na zona da praia da Papôa e forte da Luz, em Peniche.

São ainda desconhecidas as circunstâncias em que ocorreu a morte, cujo alerta foi dado pelas 10h16, segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Leiria à agência Lusa.

Na operação de resgate do corpo, que se encontra numa área de rochas, estão envolvidos meios da capitania e dos bombeiros de Peniche, da GNR e uma viatura médica de emergência e reanimação (VMER), no total de 16 operacionais e nove veículos.

Explosão de botija de gás provoca dois feridos perto da cadeia de Monsanto

A explosão de uma botija de gás no café do Grupo Desportivo e Recreativo dos Funcionários da cadeia do Monsanto, em Lisboa, provocou queimaduras em duas mulheres este domingo.

As vítimas foram transportadas para o Hospital de Santa Maria. Segundo fonte oficial do comando metropolitano de Lisboa da PSP, as duas funcionárias – uma com cerca de 60 anos e outra com 28 – sofreram queimaduras quando estavam "a trocar uma bilha de gás" no estabelecimento.

O estabelecimento comercial está agora fechado devido aos danos materiais provados e aguarda a inspeção de um técnico de gás.

O alerta da explosão às autoridades foi dado cerca das 11h30.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.