A+ / A-

Bispos portugueses disponíveis para ouvir vítimas de abusos

08 jan, 2019 - 17:05 • Teresa Paula Costa

A CEP confirma que o Patriarcado de Lisboa é um dos candidatos a receber as próximas Jornadas Mundiais da Juventude. A decisão cabe ao Papa, que a anunciará no dia 27.
A+ / A-

Os bispos portugueses estão disponíveis para ouvir as vítimas de abusos por parte de membros da Igreja.

A “disponibilidade ativa”, nas palavras do porta-voz da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), padre Manuel Barbosa, decorre de uma disponibilidade que os bispos já têm demonstrando e é também resposta à carta que o Papa Francisco dirigiu aos presidentes das Conferências Episcopais, na qual lhes pede que se encontrem com as vítimas de abusos antes da reunião sobre o assunto, marcada para Fevereiro, no Vaticano.

Segundo o padre Manuel Barbosa, os bispos não irão ter com as vítimas, mas estão disponíveis para as ouvir. Uma “disponibilidade ativa”, referiu o sacerdote, esta terça-feira, em Fátima, acrescentando que “cada bispo está disponível, sempre esteve, para acolher, escutar as possíveis vítimas”.

Considerando que “não há uma lista” de vítimas a ouvir o porta-voz da CEP esclareceu que “cabe a cada bispo ouvi-las e o presidente da Conferência Episcopal fará eco dessa escuta”.

JMJ: Patriarcado de Lisboa é candidato

O padre Manuel Barbosa falava aos jornalistas no final da reunião do Conselho Permanente da Conferência Episcopal Portuguesa, que serviu, principalmente, para preparar a próxima assembleia plenária de abril, na qual os bispos refletirão sobre a Igreja e a sociedade.

Segundo o porta-voz da CEP, “a Igreja, com a sua voz, tem o dever de ter uma palavra, não para impor, mas no sentido de escuta e também de propor os princípios em que acredita, até no horizonte de um ano importante em que há eleições, quer na Europa quer em Portugal.”

Aos bispos foi ainda comunicado nesta reunião que o Patriarcado de Lisboa se candidatou a receber a próxima Jornada Mundial da Juventude. “Acolhemos com muita alegria e esperamos que assim seja", disse Manuel Barbosa. Trata-se também de “um desafio, mas temos que esperar que o Papa anuncie no dia 27.”

De malas feitas para o Panamá está uma comitiva composta por seis bispos - D. Manuel Clemente, D. Manuel Felício, D. José Cordeiro, D. Nuno Almeida, D. Joaquim Mendes e D. Virgílio Antunes - alguns sacerdotes e centenas de jovens.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.