A+ / A-

Santa Sé vai apresentar primeira associação desportiva oficial do Vaticano

08 jan, 2019 - 13:51 • Ecclesia

Grupo “Athletica Vaticana” é constituído por cerca de 70 maratonistas funcionários dos vários serviços e dicastérios.
A+ / A-

A Santa Sé vai apresentar esta quinta-feira em conferência de imprensa a associação “Athletica Vaticana”, o primeiro organismo desportivo do género do Vaticano.

De acordo com a sala de imprensa da Santa Sé, neste encontro com os jornalistas vão marcar presença o presidente do Pontifício Conselho da Cultura, cardeal Gianfranco Ravasi; o presidente da “Athletica Vaticana”, o padre Melchor José Sánchez de Toca y Alameda; e uma representante da nova associação, Michela Ciprietti.

Durante o mesmo evento, será relevada uma parceria entre a Santa Sé e o Comité Olímpico Nacional Italiano, que estará representado pelo seu responsável máximo, Giovanni Malagò.

Destaque ainda para a presença nesta conferência de imprensa do presidente do Comité Italiano Paraolímpico, Luca Pancalli.

Recorde-se que em 2018, o Estado da Cidade do Vaticano esteve a convite do Comité Olímpico Internacional a participar com uma delegação na inauguração dos Jogos de Pyeongchang, na Coreia do Sul.

Na ocasião, “como sinal de amizade”, a delegação da Santa Sé ofereceu ao presidente do COI, Thomas Bach, e a todos os atletas coreanos, as camisolas da “Athletica Vaticana”.

A equipa da “Athletica Vaticana”, composta por cerca de 70 maratonistas funcionários da Santa Sé, fez a sua primeira prova em setembro de 2017, em Roma, na meia-maratona inter-religiosa “Via Pacis”.

Uma das iniciativas marcantes deste grupo, agora constituída como associação, foi a adoção de dois refugiados gambianos, Jallow Buba e Musa Barry, em sintonia na altura com a decisão do Comité Olímpico Internacional de criar uma equipa de atletas refugiados.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.