A+ / A-

Papa Francisco vai aos Emirados Árabes Unidos

06 dez, 2018 - 11:24

A viagem foi confirmada esta quinta-feira e terá lugar de 3 a 5 de fevereiro, no contexto de um encontro inter-religioso dedicado ao tema da “fraternidade humana”.
A+ / A-

A Santa Sé confirmou esta quinta-feira que o Papa vai visitar os Emirados Árabes Unidos, em fevereiro de 2019. É a primeira vez que um Papa visita aquele país.

Francisco estará no país entre os dias 3 e 5 de fevereiro, para participar num encontro inter-religioso dedicado ao tema da “fraternidade humana”.

Numa nota divulgada esta quinta-feira pela Sala de Imprensa da Santa Sé lê-se que o convite para este encontro partiu do príncipe herdeiro de Abu Dhabi, o Sheikh Mohammed bin Zayed Al Nahvan e dos líderes da igreja local.

Numa mensagem gravada e enviada aos jornalistas, o diretor da sala de imprensa da Santa Sé diz que "o tema desta visita é 'fazei de mim um instrumento da vossa paz' e é essa a intenção do Papa nesta deslocação aos Emirados Árabes Unidos, mostrar que todas as pessoas de boa-vontade podem trabalhar pela paz será um dos grandes objetivos desta viagem."

"Esta visita, tal como a anterior ao Egito, demonstra a importância fundamental que o Papa Francisco atribui ao diálogo inter-religioso. A visita do Papa Francisco ao mundo árabe é um exemplo perfeito da cultura de encontro", diz Greg Burke

Embora a maioria dos cidadãos dos Emirados Árabes Unidos sejam muçulmanos, existem naquele país cerca de 250 mil trabalhadores estrangeiros católicos que praticam a sua fé numa série de igrejas que funcionam no país.

O tema “Fazei de mim um instrumento da vossa paz” é retirado da oração de São Francisco de Assis, percursor do diálogo inter-religioso entre cristãos e muçulmanos, e o logotipo é composto por uma pomba estilizada, em amarelo e branco – as cores do Vaticano – com um ramo de oliveira na boca e a bandeira dos Emirados Árabes Unidos nas asas.

Missa pública no programa

O programa oficial da viagem ainda não saiu, mas já existe um site, que dá as boas vindas ao Papa e contém uma mensagem do bispo católico.

Monsenhor Paul Hinder, que é Franciscano, garante que os detalhes da visita serão conhecidos ainda antes do Natal, mas adianta já que o Papa vai celebrar uma missa pública, em Abu Dabi, na manhã do dia 5 de fevereiro e que as autoridades permitem que o maior número possível de católicos possa participar.

O bispo agradece ao governo dos Emirados esta possibilidade e pede orações a Nossa Senhora da Arábia pelo bom êxito da visita.

[Notícia atualizada às 17h02]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.