A+ / A-
Sporting de Braga

Paulo Jorge: "Este é o Braga mais forte da sua história"

31 out, 2018 - 12:45

O antigo defesa central dos minhotos considera que os arsenalistas podem lutar pelo título, porque tem uma equipa com um coletivo muito forte, fruto do trabalho de Abel Ferreira.
A+ / A-

O Sporting de Braga partilha a liderança do campeonato com o FC Porto e ontem goleou o Nacional da Madeira para a Taça da Liga. Na opinião de Paulo Jorge, "este é o Braga mais forte da sua história", sustentando a sua ideia pelos "resultados obtidos" na presente época.

Perante o momento atual do Sporting de Braga, Paulo Jorge entende que a equipa minhota "pode intrometer-se na luta pelo campeonato".

"Pelos resultados, é o Braga mais forte da sua história. Pelo que têm demonstrado este ano e nas últimas épocas, pode meter-se no meio na luta pelo título. Pode lutar pelo título, sim".

Nesta entrevista a Bola Branca, o antigo central bracarense sublinha "o coletivo forte do Braga": "Há um coletivo forte, o Abel tem trabalhado isso e nota-se desde o ano passado. Em termo de individualidades, tem grandes jogadores, mas percebe-se o coletivo forte no jogo".

Paulo Jorge acredita que "o Braga tem condições" para vencer um troféu na presente época, considerando que tem um plantel "que estava preparado" para participar nas competições europeias.

Na décima jornada do campeonato, o Braga desloca-se ao Estádio do Dragão, num duelo entre atuais líderes. Na opinião de Paulo Jorge, o resultado "ainda não é decisivo para o campeonato", mas uma vitória "será uma motivação extra para o resto do campeonato".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.