A+ / A-

Risco de bolha imobiliária em Portugal “é mínimo"

25 out, 2018 - 17:32

A opinião é de Faria de Oliveira e foi deixada numa conferência esta quinta-feira em Lisboa.
A+ / A-

O presidente da Associação Portuguesa de Bancos (APB) considera que o risco de uma bolha imobiliária em Portugal “é mínimo”.

Faria de Oliveira garante que o sector está “tranquilo” com a evolução do sector imobiliário.

"Nós temos refletido bastante sobre este assunto em termos conjunto do sistema bancário e consideramos que, neste momento, na concessão de crédito à habitação, os bancos cumprem com rigor [..], há uma grande tranquilidade", afirmou o presidente da APB.

Além disso, os bancos estão a cumprir com rigor as regras de concessão de crédito.

"Se compararmos a situação [atual] com aquela que havia antes do início da crise, estamos a uma distância significativa dos volumes na concessão de crédito. Podem crer que o sistema bancário está a atuar com toda a prudência", garantiu.

Se há necessidade de algum reajustamento é do lado da oferta imobiliária, defende Faria de Oliveira.

Sobre o sistema bancário português, diz que está “estabilizado”, houve uma significativa diminuição do mal parado e os bancos estão bem em termos de capitalização.

Estas declarações foram feitas à margem da conferência "O Futuro do Dinheiro", organizada pelo Dinheiro Vivo, TSF e EY, esta quinta-feira, em Lisboa.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.