A+ / A-

Substâncias tóxicas em brinquedos reciclados. Portugal é dos países com níveis mais elevados

17 out, 2018 - 08:05

Conclusão consta de um estudo feito em 18 países europeus. Os artigos comprados em Portugal apresentam os piores resultados.
A+ / A-

Há brinquedos e acessórios de cozinha e de cabelo feitos com plástico reciclado à venda em Portugal estão contaminados com substâncias tóxicas, alerta a associação ambientalista ZERO.

Uma guitarra de brincar analisada em Portugal apresentou, entre mais de 400 amostras, o valor mais alto de éteres difenílicos polibromados, substâncias usadas como retardadores de chamas, refere em comunicado a ZERO.

Susana Fonseca, da associação ambientalista, refere que são sobretudo artigos identificados em lojas de preço baixo. "Estamos a falar de brinquedos acessórios que foram produzidos a partir de plástico reciclado, mas que vêm do fluxo do equipamento elétrico e eletrónico. Esses plásticos contêm algumas substâncias que neste momento já estão proibidas, porque foi descoberto que são perigosas para a saúde humana e para o ambiente”, diz em entrevista à Renascença.

A ambientalista alerta para consequências ao nível da tiróide e no aumento do défice de atenção das crianças, por exemplo.

São resultados um estudo feito em 18 países europeus. Em 430 artigos analisado no total, cerca de um quarto continha químicos perigosos. Os artigos comprados em Portugal apresentaram os piores resultados.

A ZERO enviou para análise dois brinquedos e três acessórios de cabelo e todas as amostras tinham químicos tóxicos usados como retardadores de chamas associados aos resíduos eletrónicos, que "estão a chegar ao mercado português em produtos de consumo que incorporam material reciclado".

A associação pede o fim do duplo critério da União Europeia que "permite que os plásticos reciclados possam conter concentrações mais elevadas de substâncias tóxicas do que os materiais virgens".

Se os produtos analisados em Portugal fossem feitos de plástico virgem, dois deles não respeitariam a legislação europeia para a concentração de químicos nesse material.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.