A+ / A-

BE anuncia corte de custos na fatura da luz com impacto de 5%

13 out, 2018 - 13:59

O impacto estimado do "conjunto destas medidas é de 5% ao ano", disse a deputada do Bloco de Esquerda, Mariana Mortágua.
A+ / A-

O BE anunciou este sábado ter chegado a acordo com o Governo para um conjunto de medidas de corte de custos que "terá um efeito significativo" na fatura da luz, como uma redução de 5% em 2019 e 2020.

"Estabelecemos um objetivo de início: é necessário reduzir a fatura da eletricidade em Portugal e consideramos que esse objetivo foi alcançado através destas negociações, através de um conjunto de medidas que, somadas, conseguirão cumprir esse objetivo de redução e que têm várias componentes", anunciou a deputada do Bloco de Esquerda (BE), Mariana Mortágua.

Em conferência de imprensa esta manhã na sede do partido, em Lisboa, sobre as medidas para o Orçamento do Estado para 2019 em relação às quais os bloquistas chegaram a acordo esta madrugada em reunião com o primeiro-ministro, Mariana Mortágua disse que o impacto estimado do "conjunto destas medidas é de 5% ao ano", explicando que "caberá à ERSE na sua decisão e consideração tomar em conta o conjunto das medidas" para a formação da fatura da luz.

"Apesar da conjuntura de aumento de preços da eletricidade nos mercados internacionais, conseguimos negociar um pacote de medidas para a energia que terá um efeito significativo na fatura, um impacto de 5% em cada ano, 2019 e 2020", explicou.

Na mesma conferência de imprensa, a deputada bloquista fez ainda saber que o teto máximo para as propinas no Ensino Superior público vai fixar-se nos 856 euros no ano letivo de 2019/2020

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.