A+ / A-

Bispo de Hiroshima grato pela mensagem de Fátima

13 out, 2018 - 00:18 • Aura Miguel

D. Alexis Shirahama diz-se “grato a Deus por nos ter dado a Santíssima Virgem Maria como ‘Mãe da Igreja’”.
A+ / A-

D. Alexis Shirahama preside e à Peregrinação Internacional Aniversária de outubro e, de olhos postos na Ásia e com o desejo de Paz no coração, o Santuário de Fátima encheu-se esta sexta-feira de luz para mais uma celebração que sublinha a atualidade da mensagem que a Virgem deixou há 101 anos.

A confirmação desta atualidade veio de Hiroshima, cidade-símbolo do sofrimento das primeiras vítimas da bomba atómica. Consequências tão devastadoras que agora a catedral de Hiroshima é um memorial da paz no mundo, como recordou, em Fátima, o seu bispo Monsenhor Alexis Shirahama.

Na homilia ficou patente a sua gratidão pela mensagem de Fátima e o que ela significa para a paz no mundo.

“Estamos gratos a Deus por nos ter dado a Santíssima Virgem Maria como ‘Mãe da Igreja’. Ela apareceu neste lugar, em Fátima, para nos mostrar a misericórdia de Deus. Caminhemos todos à luz da fé, com a ajuda da Mãe da Igreja, para construir o povo de Deus e para trazer a paz para o mundo”, disse.

Juntamente com o bispo de Hiroshima estão também em Fátima 50 fiéis da sua diocese e 103 mil testemunhos escritos de outros tantos católicos que, nestes dias rezaram no Japão o terço pelas intenções desta peregrinação.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.