A+ / A-
Christian Horner

Diretor da Red Bull não ficou surpreendido com ordens da Mercedes

02 out, 2018 - 11:06

Bottas cedeu lugar a Hamilton, no GP da Rússia, quando tinha a vitória bem encaminhada.
A+ / A-

Christian Horner não ficou minimamente surpreendido com a ordem que a Mercedes deu a Valtteri Bottas para ceder lugar a Hamilton, em Sochi, no GP da Rússia. O que surpreendeu o diretor-geral da Red Bull foi o facto de "o assunto, aparentemente, não ter sido discutido antes da corrida".

"Pelo que eu percebi o Bottas não estava particularmente feliz, mas eles deveriam ter falado sobre o assunto antes da corrida. As ordens dadas não deveriam ter sido uma surpresa", anota Horner.

O responsável da Red Bull manifesta acordo com o que foi decidido pela Mercedes, argumentado que, "por vezes, as pessoas esquecem que a Fórmula 1 é um desporto de equipa". "Nesse sentido, podemos entender a racionalidade que sustenta a decisão", acrescenta, reforçando que a única coisa que acha confusa "é que isto não tenha sido discutido antes da corrida".

Valtteri Bottas liderava o GP da Rússia quando recebeu ordens para deixar passar Hamilton. "Foi um dia difícil, do ponto de vista pessoal", reconheceu o finlandês. O britânico venceu em Sochi e alargou a vantagem no Mundial de Pilotos sobre Vettel.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.