Tempo
|
A+ / A-

Schwarzenegger quer processar petrolíferas por “homicídio”

12 mar, 2018 - 17:46

Arnold Schwarzenegger quer avançar com um megaprocesso contra as petrolíferas. O ex-ator quer responsabilizar as empresas por provocarem “a morte de pessoas, de forma consciente”.

A+ / A-

O ex-governador da Califórnia Arnold Schwarzenegger está a planear processar as principais companhias petrolíferas, com base no argumento de que “estão a matar pessoas, um pouco por todo o mundo, de forma consciente”.

O anúncio do conhecido ex-ator foi feito durante uma entrevista ao podcast "Off Message" da revista Politico, no passado domingo.

Arnold Schwarzenegger, que se tornou um ativista e lobista pelas questões ambientais, explicou que o futuro processo judicial já está a ser discutido com vários escritórios de advocacia privados e será tornado público "muito em breve".

Para o ex-governador da Califórnia, o problema ambiental causado pela exploração petrolífera e consumo de combustíveis fósseis, “não é diferente da questão do tabagismo”.

“A indústria do tabaco soube durante anos, durante décadas, que o tabagismo mataria pessoas, seria prejudicial para as pessoas e provocava cancro”, afirmou. A indústria do tabaco “escondeu esses factos das pessoas e negou. Eventualmente, as tabaqueiras foram processadas em tribunal e tiveram que pagar centenas de milhões de dólares por causa disso”, comparou o ex-actor.

"As empresas de petróleo sabem, desde 1959, ano em que mandaram fazer o seu próprio estudo que conclui que o aquecimento global estava a acontecer por causa de combustíveis fósseis e, que além disso, seria arriscado para a vida das pessoas, que mataria pessoas”, acrescentou Schwarzenegger.

O republicano acusa as companhias de petróleo de serem irresponsáveis e anunciou que vai avançar com um megaprocesso judicial.

Para Schwarzenegger, todas as bombas de gasolina, todos os carros e todos os produtos derivados do petróleo, “deviam ter um rótulo de advertência, como o tabaco”, a alertar para os efeitos nocivos dos combustíveis fósseis.

"Não acho que haja diferença em relação a entrar numa sala a saber que se vai matar alguém, é homicídio em primeiro grau", argumentou Schwarzenegger durante a entrevista.

"Acho que é a mesma coisa com as companhias de petróleo", concluiu.

Arnold Schwarzenegger não avançou com mais detalhes sobre a data em que o megaprocesso contra as companhias petrolíferas será apresentado à justiça norte-americana. Em maio deste ano, o ex-governador da Califórnia irá participar de uma cimeira na Áustria (o seu país natal) sobre futuro sustentável e a implementação do Acordo de Paris.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Claudio D`Amato
    12 mar, 2018 Rio de Janeiro 22:35
    Resposta a antitabagistas neuróticos que disseram o seguinte: "Rádio Renascença - (No Brasil, de Procuradores de República de Bananas, nem a indústria tabagista é processada)". É porque americanos são esquisitos mesmo. No Brasil não criam chifres em cabeça de cavalo como vocês.
  • Luiz Carlos Pauli
    12 mar, 2018 Santa Cruz do sul-RS 21:02
    TABAGISMO, é fraude, vão ver a idade que morrem os fumantes, 85,90,95,100 anos para mais, ou seja, o fumante era para ter morrido, devido a idade. Não existe doença exclusiva de fumantes, todos os não fumantes, morrem com as mesmas doenças do fumante, cientistas da universdade JOhn Hopkins, alertam o mundo que o câncer vem pelo azar, qualquer um pode ter, independe de fatores externos como o cigarro. No Brasil, o câncer de pulmão é epidemia em quem não fuma, e pior, aumenta a niveis galopantes em não fumantes..FONTE. Instituto Lado a Lado Cãncer de pulmão um novo olhar. Esses attivistas, em geral como o ativista antitabaco, são charlatães, e fraudam dados e estatisticas, para se passar de bonzinhos na sociedade, porém são mentirosos profissionais, e só criam ódio e rancor entre irmãos. O grande mal da humanidade, são esses ativistas.

Destaques V+