Tempo
|
A+ / A-

Reunião dos bispos do Centro aprova documento que prevê acolhimento dos recasados

26 fev, 2018 - 12:55 • Liliana Carona

"As seis dioceses do Centro, juntamente com Braga, que já avançou, ficam, a partir de hoje, com este documento para integrar estas pessoas na Igreja em pleno direito como deve ser”, diz o bispo de Viseu.

A+ / A-

Dez bispos da região Centro, um grupo que inclui quatro bispos eméritos, reúnem-se esta segunda-feira, em Viseu, para aprovar um documento que prevê o acolhimento dos divorciados recasados.

“Desde há um ano que andamos a estudar a exortação apostólica do Papa 'A Alegria do Amor' e, então, temos um documento que hoje vai ser aprovado definitivamente para o acolhimento e acompanhamento aos divorciados recasados”, explica à Renascença o anfitrião da reunião, o bispo de Viseu, D. Ilídio Leandro

"As seis dioceses do Centro, juntamente com Braga, que já avançou, ficam, a partir de hoje, com este documento para integrar estas pessoas na Igreja em pleno direito como deve ser”, acrescenta o bispo de Viseu.

D. Ilídio Leandro identifica uma das directrizes desse documento: “Prevê-se que todos os casais que queiram continuar a fazer a sua vida na Igreja tenham um acompanhamento de algum tempo, de alguns encontros com um padre que os ajude a reflectir a situação que os motivou à separação e todo o caminho que têm feito, procurando uma reconciliação absoluta com a pessoa de quem se divorciaram e também com os filhos de quem por ventura tenham ficado afastados, no sentido de poderem participar totalmente na Igreja, na comunhão e na Eucaristia."

A diocese de Viseu começa a organizar as equipas de procura e encaminhamento dos recasados no próximo Conselho Presbiteral, a 27 de fevereiro.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+