Tempo
|
A+ / A-

Papa apela ao combate à corrupção

01 fev, 2018 - 16:14

A intenção de oração do Papa para o mês de Fevereiro é o combate à corrupção, um mal que Francisco já comparou a uma doença, mais até do que um pecado.

A+ / A-

O Papa Francisco quer que os católicos estejam empenhados no combate à corrupção.

No habitual vídeo, realizado pela Rede Mundial de Oração do Papa, a intenção do mês de Fevereiro é apresentada como a “denúncia da corrupção”.

Segundo a Rede Mundial de Oração, “de uma forma criativa, o vídeo denuncia os males da corrupção e do crime organizado, contrapondo-os com a relação que existe entre a justiça e a beleza.”

Durante o vídeo, Francisco pergunta. “O que está na raiz da escravidão, do desemprego, do abandono dos bens comuns e da natureza?”, e responde, “A corrupção, um processo de morte que nutre a cultura da morte”.

A ambição do poder e do ter não conhece limites. A corrupção não se combate co mo silêncio, devemos falar dela, denunciar os seus males, compreendê-la para poder mostrar a vontade de reivindicar a misericórdia sobre a mesquinhez, a beleza sobre o nada.”

“Peçamos juntos para que aqueles que têm poder material, político ou espiritual não se deixem dominar pela corrupção”, termina Francisco.

A denúncia da corrupção tem sido uma das grandes causas do Papa Francisco, mesmo antes de ser eleito Papa. Enquanto arcebispo de Buenos Aires, escreveu um pequeno livro em que argumenta que mais que um pecado, a corrupção pode ser considerada uma doença da alma.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+