|

16 de Outubro

"Uma janela que se abria para o mundo"

16 out, 2012

16 de Outubro

Era uma janela que se abria para o mundo
Um brilho nos olhos do Papa João
Uma esperança como brisa do Espírito.
Era um Concílio que não condenava ninguém
Era a mãe Igreja a festejar a sua juventude.

Acende-nos outra vez essa luz
Desembacia os nossos caminhos
dos tons cinzentos da dúvida e do medo
Dá-nos a transparência do olhar
para os que estão longe
e aguardam o amparo do teu afecto.
Vieste para salvar o mundo e
não para o condenar.
Cinquenta anos depois
continua a ser essa a grande marca do Concílio


Pe. António Rego