Emissão Renascença | Ouvir Online

Cornucópia estreia "Lisboa famosa, portuguesa e milagrosa"

12 fev, 2015

Peça reúne cenas de autos do século XVI "que acabam por traçar um retrato de Lisboa, de uma época".

A peça "Lisboa famosa, portuguesa e milagrosa", que reúne cenas de diferentes autos do século XVI, estreia-se esta quinta-feira no Teatro da Cornucópia, em Lisboa, com encenação e protagonizada por Luís Miguel Cintra.

Vai estar em cartaz na sala do Príncipe Real/Rato, na rua Tenente Raul Cascais, até 8 de Março.

Reúne cenas de autos "que acabam por traçar um retrato de Lisboa, de uma época", de autores como Gil Vicente, Baltasar Dias, Afonso Álvares e de alguns anónimos, adiantou a companhia em comunicado.

Com a duração de duas horas e 45 minutos, inclui, entre outras, "cenas dos autos da Fama e o da Festa", de Gil Vicente, dos autos dos Sátiros e o das Padeiras, de autores anónimos, do auto de Santa Caterina, de Baltasar Dias, dos autos de São Vicente e o de Santo António, de Afonso Álvares, de "Vida de Santo António", segundo a tradução portuguesa de Franco Barreto, da "Flos Sanctorum", de Pedro Ribadaneyra.

O Teatro da Cornucópia foi fundado em 1973, em Lisboa, pelo encenador e actor Luís Miguel Cintra, com o actual responsável dos Artistas Unidos Jorge Silva Melo.