Tempo
|

Fundação pede ajuda para garantir bolsas de estudo a jovens em risco

26 out, 2012 • Ângela Roque

Projecto TASSE visa combater ao insucesso e o abandono escolar. Contribuições, que podem ir desde os cinco euros até ao montante integral da bolsa, ou seja, 1.200 euros por ano.

Garantir apoio escolar a crianças e jovens em risco é o objectivo da campanha de bolsas de estudo lançada pela Fundação Santa Rafaela Maria. Esta instituição, ligada às Escravas do Sagrado Coração de Jesus, apoia famílias carenciadas no bairro da Quinta da Fonte da Prata, em Alhos Vedros, mas precisa de mais ajuda financeira para o projecto TASSE de combate ao insucesso e o abandono escolar.

O projecto assegura apoio regular nos estudos a crianças e jovens carenciados e com dificuldades de aprendizagem. "Neste momento, temos 75 crianças e jovens dos 7 aos 18 anos. O objectivo é possibilitar a estas crianças um espaço físico onde possam estudar e ter um acompanhamento de técnico de profissionais, possibilitando o seu sucesso escolar, criando neles o desejo de continuarem na escola e terem um futuro com sucesso", disse à Renascença irmã Rita Cortez.

Cinco técnicos trabalham a tempo inteiro no projecto, que também conta com a ajuda de voluntários. Os salários, o material escolar, a manutenção do espaço, tudo tem os seus custos e graças às bolsas de estudo podem garantir apoio para mais jovens.

“A campanha está orçamentada com uma previsão mensal de 100 euros por criança e jovem - 1.200 euros por ano - incluindo todos os custos. O projecto é financiado em 50% por uma candidatura ao programa Escolhas, que termina em Dezembro, mas já nos candidatamos à 5ª geração. Os outros 50% têm sido financiados por empresas e particulares, no entanto, temos vindo a verificar um decréscimo nessas ajudas, por isso temos de reforçar estas campanhas para continuar a apoiar estas crianças e as suas famílias", explica.

Para ajudar pode consultar o site da fundação, onde estão as indicações da campanha e o NIB para contribuições, que podem ir desde cinco euros até ao montante integral da bolsa.

A fundação está na Quinta da Fonte da Prata há já 20 anos e em 2004 criou o projecto TASSE para a inclusão escolar e social dos jovens do bairro.