Tempo
|

Igreja portuguesa pode ser recanto mais bonito de Espanha

25 set, 2012 • Rosário Silva

Santa Maria Madalena, uma igreja portuguesa localizada em Olivença, lidera a votação para o “recanto mais bonito de Espanha”.  

Igreja portuguesa pode ser recanto mais bonito de Espanha
É a “jóia” da coroa, é assim que Alexandre define a Igreja de Santa Maria Madalena, conhecida como Igreja da Madalena, em Olivença, uma cidade fronteiriça, anexada por Espanha em 1801 mas ainda hoje reclamada por Portugal.

Rivalidades à parte, a verdade é que o monumento que data da primeira metade do século XVI é um exemplar único em Espanha do património manuelino português. É uma das igrejas mais bonitas que já viu, diz este português a viver em Olivença há seis anos. “É a jóia da coroa da Espanha. O que tem de diferente é a beleza, pois se for ver os vários pilares no interior da igreja, são torneados em pedra, e isso não se vê muito nas igrejas. Depois, toda a estrutura da igreja é um espectáculo.”

Clarisa Pensado pertence ao “Logar de Nazaret”, um instituto secular que em Olivença dedica-se à paróquia da Madalena: “Esta instituição nasceu para ajudar as paróquias, os seus sacerdotes, para o culto, para as celebrações, mas também para ajudar os mais pobres.”

A Igreja da Madalena está na final do concurso “El mejor rincón de España”, o que enche de orgulho quer portugueses, quer espanhóis. O monumento manuelino é, efectivamente, de uma grande riqueza cultural e histórica, explica Clarisa. “A Madalena é uma igreja magnífica, é uma igreja portuguesa, tem o escudo de Portugal. É de uma grande beleza e quem a visita, fica verdadeiramente deslumbrado com a sua arquitectura. É uma igreja muito maternal e muito acolhedora. Para nós, é um dos recantos de Olivença, que tem muitos mais recantos valiosíssimos.”

Por enquanto a Igreja portuguesa lidera a votação para "Melhor recanto de Espanha". Quem quiser pode fazer a sua escolha através do site da organização, sendo que a votação termina amanhã, dia 26 de Setembro.

Igreja da Madalena, uma igreja portuguesa que pode ser “coroada” como melhor recanto de Espanha.