Bomba fere nove pessoas em escola islâmica na Nigéria

29 dez, 2011

Ataque é visto como retaliação pelos atentados que mataram quase 40 cristãos na noite de Natal.

Uma bomba caseira foi ontem lançada para o interior de uma escola islâmica, na Nigéria.

Sete pessoas ficaram feridas mas não se registaram mortos. Crê-se que o atentado tenha sido retaliação pelos atentados que, na noite de Natal, mataram cerca de 40 cristãos naquele país.

Seis dos feridos de ontem são crianças com menos de nove anos.

O ataque à madrassa, como são conhecidas as escolas islâmicas onde se aprende a ler e a recitar o Alcorão, contribuiu para incendiar ainda mais o ambiente entre cristãos e muçulmanos naquele país.

A Nigéria está dividida mais ou menos a meio em termos religiosos, com um sul de maioria cristã e o norte de maioria muçulmana. Globalmente, no país, os muçulmanos são pouco mais de 50%. Nas zonas do centro do país, onde as comunidades vivem lado a lado, têm sido frequentes os casos de violência inter-religiosa.