Tempo
|

Ajuda à Igreja que Sofre elevada a fundação pontifícia

07 dez, 2011

Fundação é financiada pelos donativos de mais de 600 mil benfeitores.

A organização internacional Ajuda à Igreja que Sofre, que promove a liberdade religiosa e auxilia comunidades cristãs perseguidas por todo o mundo, foi elevada a Fundação Pontifícia pela Santa Sé.

Com este novo estatuto a fundação passa a ter um presidente nomeado pela cúria romana, no caso o Cardeal Mauro Piacenza. Contudo, o clérigo nomeou imediatamente como presidente executivo o barão Johannes Heereman von Zuydtwyck.

A sede da fundação também continuará a ser na Alemanha, em Konigstein, perto de Frankfurt. Para além da sede a organização tem ainda gabinetes em 17 países diferentes, incluindo Portugal.

A Fundação Ajuda à Igreja que Sofre conta com o apoio de mais de 600 mil benfeitores que financiam mais de cinco mil projectos por ano em mais de 140 países.