Siga-nos no Whatsapp

Ex-pároco da Golegã condenado a 14 meses de pena suspensa por abusos

25 mar, 2015

Tribunal deu como provada a acusação de que António Santos terá abusado sexualmente de duas menores, de 14 e 13 anos na altura dos crimes.

O ex-pároco da Golegã foi condenado esta quarta-feira por dois crimes de abuso sexual de crianças.

O tribunal deu como provada a acusação do Ministério Público de que António Santos terá abusado sexualmente de duas menores, de 14 e 13 anos à altura dos factos, a primeira durante um acampamento realizado no final de Outubro de 2013 em Lapas, no concelho de Torres Novas, e a segunda durante uma visita à Feira da Golegã no início de Novembro do mesmo ano.

O padre António Santos foi condenado a 14 meses de pena suspensa.

A diocese de Santarém abriu um “processo canónico de averiguações a propósito de suspeitas” sobre o pároco, que foi suspenso das suas funções nas paróquias onde exercia (Golegã, Azinhaga e Pombalinho), mas não ficou privado da actividade sacerdotal, tendo continuado a concelebrar em algumas celebrações públicas.