Tempo
|

Papa pede a novos cardeais que sejam homens de paz

22 fev, 2014

Na primeira fila da cerimónia de hoje, estava Bento XVI. Foi a primeira vez que o Papa Emérito participou numa celebração presidida pelo Papa Francisco. Hoje, a Igreja celebra a festa litúrgica da Cátedra de São Pedro.

O Papa Francisco pediu este sábado aos novos cardeais que sejam homens de paz. O apelo foi feito na cerimónia que decorreu na Basílica de São Pedro, para criar 19 novos cardeais.

A Igreja “precisa de vós, da vossa colaboração e, antes disso, da vossa comunhão. Comunhão comigo e entre vós”, afirmou Francisco.

“A Igreja precisa da vossa coragem para anunciar o Evangelho, a tempo e fora de tempo, e para dar testemunho da verdade. A Igreja precisa da vossa oração pelo bom caminho do rebanho de Cristo. A Igreja precisa da vossa compaixão, sobretudo neste momento de tribulação e sofrimento em tantos países do mundo. Queremos exprimir a nossa proximidade espiritual às comunidades eclesiais e a todos os cristãos que sofrem discriminações e perseguições”, continuou.

O Papa Emérito participou, pela primeira vez, numa celebração presidida pelo Papa Francisco e estava na primeira fila, na Basílica de São Pedro. A sua presença foi aplaudida no início do consistório.

Francisco impos hoje o barrete cardinalício a 19 novos cardeais, 16 dos quais são eleitores.

Amanhã, o Papa Francisco vai presidir à missa já com os novos cardeais, a partir das 10h00 (9h00 em Lisboa), na Basílica de São Pedro.

Igreja celebra a Cátedra de São Pedro
Hoje, a Igreja celebra a festa litúrgica da Cátedra de São Pedro, uma data que começou por, nos primeiros tempos do Cristianismo, assinalar a morte do primeiro Papa.

Com o passar dos séculos ganhou um sentido mais amplo, passando a ser uma celebração da autoridade do primeiro bispo de Roma e primeiro Papa e dos seus sucessores e um sinal de unidade da Igreja.

Neste dia lê-se no Evangelho da missa a passagem do Evangelho em que Jesus diz a Pedro “Tu és Pedro; sobre esta pedra edificarei a minha Igreja e as portas do Inferno não prevalecerão sobre ela. Dar-te-ei as chaves dos Céus: tudo o que lidares na terra será ligado nos Céus e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus”.