PS contra referendo à co-adopção de crianças por homossexuais

22 out, 2013

Deputada socialista Isabel Moreira considera que a proposta de consulta popular é antidemocrática.

O Partido Socialista está contra a realização de um referendo à co-adopção de crianças por homossexuais, uma proposta avançada esta terça-feira por deputados do PSD.

“A iniciativa do PSD não é mais do que uma tentativa de distrair, neste momento, as atenções do país e a responsabilidade do Parlamento dos graves problemas económicos e sociais que nos atingem”, afirma o grupo parlamentar socialista, em comunicado.

Para o PS, “a falta de emprego, os cortes das pensões, a redução dos vencimentos dos trabalhadores, a desagregação social e a pobreza esses, sim, são os grandes problemas que no imediato temos que resolver e que preocupam fortemente a generalidade dos portugueses”.

Em declarações aos jornalistas, a deputada socialista Isabel Moreira considerou que a proposta  de referendar a co-adopção de crianças por casais homossexuais é antidemocrática.

“Encontraram este estratagema que é aparecer com uma proposta de referendo, o que, ao contrário do que possa parecer, eu considero um acto antidemocrático e do ponto de vista política até pouco leal”, afirma Isabel Moreira.

A deputada socialista considera que se trata de um expediente por parte da bancada social-democrata para tentar impedir a provação do diploma. Para o PS, esta matéria é demasiado complexa para que os portugueses possam pronunciar-se directamente.