Tempo
|

Assunção esclarece que polícia é que decide segurança no Parlamento

17 out, 2013

É, assim, a resposta ao movimento “Que se lixe a troika” que afirmaram que a presidente não se opunha a manifestações nas escadarias.

A presidente da Assembleia da República (AR) esclarece que não se oporá àquilo que as forças de segurança entenderem que pode acontecer na Assembleia da República.

Numa nota, Assunção Esteves acrescenta que as questões de segurança não cabem ao Parlamento.

A presidente da AR viu-se obrigada a fazer um comunicado esta quinta-feira depois da reunião que manteve com o movimento “Que se lixe a Troika”.

De recordar que à saída dessa audiência, os membros do movimento afirmaram que a presidente não se opõe a que os manifestantes ocupem as escadarias do Parlamento no final da manifestação que está marcada para dia 26.