Tempo
|

Grécia sem dinheiro para próximo pagamento ao FMI

24 mai, 2015

Ministro das Finanças Yanis Varoufakis alerta que seria “catastrófico” se a Grécia deixasse o euro e pede um maior esforço às instituições para chegarem a acordo com Atenas.

A Grécia não vai conseguir fazer o pagamento da dívida ao Fundo Monetário Internacional esperado no próximo mês porque não tem o dinheiro, afirmou este domingo o ministro do Interior grego.

“As quatro prestações para o FMI em Junho são de 1,6 mil milhões de euros. Este dinheiro não será entregue e não está lá para ser entregue”, disse à televisão grega o ministro Nikos Voutsis.

Isolada dos mercados da dívida e com a ajuda externa bloqueada, Atenas tem vindo a rapar os cofres do estado para conseguir cumprir as obrigações com os credores e pagar salários e pensões.

A Grécia tem dado “enormes passos” no sentido de chegar a acordo com os líderes internacionais para evitar a bancarrota, disse, também no domingo, o ministro das Finanças grego Yanis Varoufakis.

“Agora é a vez de as instituições fazerem o seu papel. Nós já fomos ao encontro delas a três quartos do caminho, elas têm agora de nos encontrar a um quarto do caminho”, disse Varoufakis, em entrevista à BBC.

O ministro disse ainda que seria “catastrófico” se a Grécia deixasse o euro, prevendo que se torne o “princípio do fim do projecto da moeda comum”.