Tempo
|

Alemanha propõe ajuda para pagar factura do gás da Ucrânia

11 abr, 2014

Ministro Wolfgang Schaeuble anunciou que  o grupo dos países mais industrializados do mundo chegou a acordo para encontrar uma solução em conjunto para o diferendo entre a Ucrânia e a Rússia.

O Ocidente deve ponderar uma ajuda conjunta para que a Ucrânia possa pagar as dívidas de gás à Rússia, defende o ministro alemão das Finanças.

Wolfgang Schaeuble, que está de visita aos Estados Unidos, anunciou que o G7, o grupo dos países mais industrializados do mundo, chegou a acordo para encontrar uma solução em conjunto para a crise da Ucrânia.

A Rússia, sustenta o ministro alemão, tem que fazer parte da solução e que não deseja tornar a situação mais difícil para Moscovo.
 
O Presidente russo, Vladimir Putin, disse esta sexta-feira que é intolerável a falta de pagamento de gás por parte da Ucrânia.

Citado pela agência de notícias Interfax, Vladimir Putin garante que não irá parar a distribuição de gás àquele país.
 
Quanto à Europa pode estar descansada, o Presidente russo assegura que vai cumprir com as suas obrigações na distribuição de gás.