Tempo
|

Professores contratados exigem conhecer critérios do Ministério

27 mai, 2014 • Fátima Casanova

O Ministério da Educação vai abrir quase duas mil vagas. Os professores podem concorrer através do concurso externo extraordinário, que deverá realizar-se até Agosto. 

Professores contratados exigem conhecer critérios do Ministério

Os professores contratados querem conhecer os critérios usados pelo Ministério da Educação na abertura das cerca de duas mil vagas de acesso à carreira docente.

“O Ministério da Educação tem de dizer de uma vez por todas qual o critério que utilizou. Não conseguimos encontrar nenhum critério que dê nem este número de vagas, nem muito menos a distribuição pelos grupos de recrutamento neste momento em vigor”, explica à Renascença o presidente da Associação Nacional de Professores Contratados (ANVPC).

“O ministério, num princípio absolutamente democrático e de transparência, tem de mostrar o porquê de abrir vagas nestes grupos de recrutamento e com um determinado número”, defende.

César Paulo questiona também a respectiva distribuição por disciplinas e diz que ainda esta terça-feira deverá ser formalizado um pedido junto do ministro Nuno Crato para que divulgue os critérios.

A ANVPC anuncia ainda que os professores contratados vão apresentar nova queixa junto da Comissão Europeia, porque, diz, a legislação laboral continua a não ser cumprida pelo Ministério da Educação.

portaria de abertura de vagas para os quadros foi conhecida na segunda-feira.

O Ministério da Educação vai abrir quase duas mil vagas. Os professores podem concorrer através do concurso externo extraordinário, que deverá realizar-se até Agosto.