Tempo
|

Portugal poupa 850 milhões com energias renováveis

14 jan, 2014

Quercus considera que os dados comprovam que as energias renováveis até podem precisar de apoios numa primeira fase, mas a longo prazo são muito rentáveis.

Portugal poupa 850 milhões com energias renováveis
As energias renováveis permitiram poupar 850 milhões de euros no último ano. A produção de electricidade a partir de fontes renováveis bateu recordes em 2013 e permitiu diminuir a importação de energia, reduzir as emissões de gases de efeito de estufa e poupar dinheiro ao país.

Francisco Ferreira, da Quercus, salienta ainda que com este esforço Portugal diminuiu em 13 milhões de toneladas as emissões nocivas para o ambiente.

“O ano de 2013 foi aquele em que tivemos uma maior percentagem de produção de electricidade em Portugal a partir de fontes renováveis, neste século. Atingimos praticamente 62%. É um número extremamente significativo, porque conseguimos poupar muito dinheiro, pelo menos 850 milhões de euros, excluindo o que se poupou recorrendo às barragens, conseguimos reduzir em 13 milhões de toneladas as emissões de carbono que contribuem para o aquecimento global e as alterações climáticas.”

De acordo com esta associação ambiental, os números provam que a energia renovável é uma boa aposta, que não deve ser travada: “Esta é uma mostra de que os investimentos em energias renováveis, numa primeira fase, podem necessitar alguns apoios mas no médio a longo prazo acabam por dar um enorme benefício ao país do ponto de vista do emprego, da economia e do ambiente.”

“Quando olhamos para o futuro é crucial perceber que não podemos parar todo este investimento que tem vindo a ser feito no sector das renováveis”, conclui Francisco Ferreira.