Tempo
|

Manifestações do movimento "Que se lixe a troika" já estão na rua

26 out, 2013

A Renascença acompanha os protestos de Lisboa e Porto.

Manifestações do movimento "Que se lixe a troika" já estão na rua
Milhares de pessoas estão a participar hoje na manifestação promovida pelo movimento “Que se lixe a ‘troika’”, que junta nas ruas de Lisboa, várias gerações para mostrar indignação contra as políticas do Governo e pedem a saída da troika. Em frente às escadarias do Parlamento, há uma forte concentração policial e uma multidão aguarda os manifestantes provenientes do Rossio, gritando palavras de ordem.

A manifestação "Que se lixe a 'troika'", que teve início às 15h35, no Rossio, em Lisboa, parou pouco depois para os participantes entoarem a "Grândola Vila Morena".

Após a canção, os manifestantes gritaram "25 de Abril sempre, fascismo nunca mais".

Na cabeça da manifestação seguem os organizadores da marcha, que vai prosseguir até à Assembleia da República, segurando uma faixa onde se lê "Que se lixe a troika! Não há becos sem saída", que dá mote ao protesto.

São já vários milhares os participantes que estão na capital empunhando bandeiras e cartazes.

Já no Porto eram cerca de duas mil pessoas as que estavam concentradas na Praça da Batalha, de acordo com João Vilela, da organização.

João Vilela diz que "menos pessoas não significa menos gente descontente", mas admitiu que realmente estão menos pessoas do que em manifestações anteriores.

A manifestação do movimento "Que se lixe a troika" decorre em 14 cidades portuguesas com o objectivo de protestar contra as políticas de austeridade do Governo. As acções decorrem em Aveiro, Braga, Beja, Coimbra, Faro, Portimão, Funchal, Horta, Portimão, Setúbal, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu.