Tempo
|

Ministério da Educação felicita nomeação de Teresa Lago

19 ago, 2015

A astrónoma já disse sentir-se honrada por ter sido eleita  secretária-geral adjunta da União Astronómica Internacional. "Terei uma responsabilidade grande, mas será muito interessante”, afirma a cientista que presidiu à Porto 2001.

Ministério da Educação felicita nomeação de Teresa Lago

O Ministério da Educação e Ciência felicitou a astrónoma Teresa Lago pela eleição para o cargo de secretária-geral adjunta da União Astronómica Internacional.

A eleição de Teresa Lago ocorreu na XXIX Assembleia Geral da organização, que terminou na sexta-feira, no Havai, nos Estados Unidos.

Em comunicado, o Ministério refere que a eleição da astrónoma traduz o "reconhecimento profissional" e o "reconhecimento internacional do mérito alcançado" por Teresa Lago e "a competitividade" dos astrónomos portugueses, que "têm desenvolvido trabalho de grande impacto internacional".

Teresa Lago já disse à Renascença que ficou “muito satisfeita” por se terem lembrado dela para este cargo. “Irei fazer o melhor possível. Terei uma responsabilidade grande mas será muito interessante”. 

Doutorada em astronomia pela Universidade de Sussex, no Reino Unido, fundou o Centro de Astrofísica da Universidade do Porto, foi membro do Conselho do Observatório Europeu do Sul e coordenou o Conselho Científico Nacional das Ciências da Terra e do Espaço da Fundação para a Ciência e Tecnologia.

Foi igualmente presidente da Sociedade Porto 2001 -- Capital Europeia da Cultura, professora catedrática do Departamento de Física e Astronomia da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto e membro fundador do conselho científico do Conselho Europeu de Investigação.

A astrónoma foi ainda conselheira da Sociedade Astronómica Europeia e da Agência Espacial Europeia.

Fundada em 1919, a União Astronómica Internacional tem como missão promover a divulgação e a investigação em astronomia, através da cooperação internacional, sendo formada por astrónomos profissionais, ao todo mais de 12 mil de vários países.

Com sede em Paris, França, a organização conta com mais um astrónomo português na sua estrutura, Pedro Russo, que preside à Comissão de Divulgação da Astronomia.