Tempo
|

Que tal uma "Viagem literária" com Laurentino Gomes e Richard Zimler?

21 mai, 2015 • Olímpia Mairos

Iniciativa da Porto Editora leva a literatura em viagem pelo país durante 18 meses. Vila Real acolhe a segunda etapa do projecto, com os escritores Laurentino Gomes e Richard Zimler.

Que tal uma "Viagem literária" com Laurentino Gomes e Richard Zimler?
A iniciativa do Grupo Porto Editora, que visa apresentar dois escritores à conversa com o jornalista João Paulo Sacadura, em sessões abertas ao público, tem lugar no Teatro de Vila Real, esta sexta-feira.

O projecto arrancou em Bragança, com Luis Sepúlveda e Valter Hugo Mãe, mas até Setembro de 2016 vai percorrer mais 14 capitais de distrito e as duas capitais das Regiões Autónomas, levando os escritores ao encontro dos seus leitores.

Rui Couceiro, da Porto Editora, define a "Viagem Literária" como "um festival em capítulos", e uma "iniciativa democrática porque é gratuita e também porque é descentralizadora".

De Vila Real, onde se realiza a segunda etapa da "Viagem Literária" com os escritores Laurentino Gomes e Richard Zimler, segue para Viseu, no dia 2 de Junho, para uma sessão no Teatro Viriato, com os escritores Francisco José Viegas, ex-secretário de Estado da Cultura, e José Paulo Cavalcanti Filho, biógrafo de Fernando Pessoa e ex-ministro da Justiça, no Brasil.

Obras de sucesso
O brasileiro Laurentino Gomes, autor de maior sucesso no Brasil nos anos mais recentes, já recebeu seis prémios Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro. A sua obra mais recente centra-se na proclamação da República no Brasil, em 1889, e sucede a "1808", sobre a chegada da corte portuguesa ao Brasil, fugindo às tropas francesas de Napoleão, e a "1822", referente à proclamação da independência do Brasil, por D. Pedro de Portugal, que instituiu o Império.

A obra "1889" tem como subtítulo "Como um imperador cansado, um marechal vaidoso e um professor injustiçado contribuíram para o fim da monarquia e a proclamação da República no Brasil".

O norte-americano Richard Zimler, naturalizado português em 2002, é autor de 12 romances desde 1996, e viu "O Último Cabalista de Lisboa" tornar-se "best-seller" em 11 países, incluindo os Estados Unidos, Inglaterra, Itália e Brasil, e a sequela "Meia-noite ou o Princípio do Mundo" atingir a quinta edição.

Zimler tem também realizado traduções da obra dos poetas portugueses Al Berto e Pedro Tamen.