Tempo
|

Obra de Bordalo II leva "cor e esperança" ao IPO de Lisboa

29 nov, 2023 - 15:56 • Redação

Foi inaugurado um novo mural do artista plástico. Desta vez, a tela foi uma parede exterior do Instituto Português de Oncologia de Lisboa. A obra antecipa a celebração dos 100 anos do hospital a 29 de dezembro.

A+ / A-
Obra de Bordalo II traz "cor e esperança" ao IPO de Lisboa
Obra de Bordalo II traz "cor e esperança" ao IPO de Lisboa

Esta quarta-feira, o Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa ficou com mais cor. Um mural do artista Bordalo II destaca-se numa das paredes exteriores do hospital.

Uma parceria fez nascer a obra de arte que simboliza a vida. A inspiração são "as personagens que coabitam" dentro do perímetro do IPO: "Há galos, galinhas e pintainhos no jardim e eu, por acaso, acho muito interessante, num espaço em que muitas vezes nem tudo é feliz, haver essas presenças animalescas", descreve Bordalo II à Renascença.

Eva Falcão, presidente do conselho de administração do IPO de Lisboa, diz que o nascimento de um pintainho, ali representado, permite refletir sobre "a renovação e esperança". Num lugar onde a doença, a morte e a vida se cruzam, o objetivo é "transmitir aos doentes e aos trabalhadores que é possível ter cor, é possível ter arte".

O hospital já tem outras obras de arte, mas para Eva Falcão esta traz mais "vivacidade e uma nota diferente".

Obra Bordalo II IPO, Lisboa. Foto: Joana Margarida Fialho
Obra Bordalo II IPO, Lisboa. Foto: Joana Margarida Fialho
Obra Bordalo II IPO, Lisboa. Foto: Joana Margarida Fialho
Obra Bordalo II IPO, Lisboa. Foto: Joana Margarida Fialho
Obra Bordalo II IPO, Lisboa. Foto: Joana Margarida Fialho
Obra Bordalo II IPO, Lisboa. Foto: Joana Margarida Fialho
Obra Bordalo II IPO, Lisboa. Foto: Joana Margarida Fialho
Obra Bordalo II IPO, Lisboa. Foto: Joana Margarida Fialho
Obra Bordalo II IPO, Lisboa. Foto: Joana Margarida Fialho
Obra Bordalo II IPO, Lisboa. Foto: Joana Margarida Fialho
Obra Bordalo II IPO, Lisboa. Foto: Joana Margarida Fialho
Obra Bordalo II IPO, Lisboa. Foto: Joana Margarida Fialho
Obra Bordalo II IPO, Lisboa. Foto: Joana Margarida Fialho
Obra Bordalo II IPO, Lisboa. Foto: Joana Margarida Fialho

Depois de inaugurado e já com poucos trabalhadores do IPO por perto, são agora outras pessoas que apreciam o trabalho de Bordalo II. Param, tiram fotografias e quem vai nos carros abranda para conseguir ter um vislumbre desta obra.

O artista que se mostra ativo socialmente, utilizando a arte para chamar a atenção para questões atuais, como a guerra Israel-Hamas, refere que para ele "é fundamental os artistas terem uma posição e terem alguma coisa a dizer".

"Acho que seria extremamente superficial e cobarde eu ver as coisas que acontecem à minha volta e estar calado, simplesmente fazer arte bonita para as pessoas verem", acrescenta.

O "lixo" é a única matéria-prima utilizada por Bordalo II, sendo também uma forma de alertar para a poluição e destruição do planeta.

Este mural marca os 100 anos do IPO, celebrado no próximo dia 29 de dezembro.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+