Tempo
|

Veja as imagens

Chuva intensa provoca inundações no Porto e em Gaia

07 jan, 2023 - 12:30 • Maria João Cunha , Marta Pedreira Mixão , Henrique Cunha

Algumas ruas do Porto transformadas em rios. Com a chuva intensa das últimas horas, o nível das águas subiu, provocando também inundações na zona da Afurada, em Vila Nova de Gaia.

A+ / A-
Chuva intensa provoca inundações em Gaia
Chuva intensa provoca inundações em Gaia

A chuva forte regressou provocou este sábado inundações e estragos na cidade do Porto e também na zona da Afurada, em Gaia.

Em Gaia, a inundação na marginal em frente à doca de pesca, uma zona que serve também de estacionamento para moradores e clientes dos restaurantes, levou à interrupção da circulação.

Em declarações à Renascença, o presidente de Câmara de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, afirmou que "quando chove brutalmente, como choveu esta manhã, é recorrente [este tipo de inundações], porque não há capacidade de escoar a água junto ao rio. Estamos junto ao rio, a água sobe, os carros estão neste local e é preciso uma intervenção rápida".

"Pouco há a fazer, que não seja construir as bacias de retenção que o Município está a construir aos poucos. Em muitos anos, aconteceu agora algo desta dimensão. Neste momento, os solos estão saturados e água é brutal e é evidente que as pessoas percebem e sentem o problema. Tomara que não acontecesse, mas é o fruto da intempérie", acrescentou.

Cheias na Afurada, em Gaia. Fotos: Maria João Cunha/RR
Cheias na Afurada, em Gaia. Fotos: Maria João Cunha/RR

Até ao momento, ainda não foram contabilizados os prejuízos, mas afetou sobretudo viaturas estacionadas.

Os moradores estão indignados com a autarquia e, segundo refere, um dos problemas, é um ribeiro entre a doca e a marina.

Ricardo Duarte, morador na Afurada há 48 anos, relata que já tiveram "várias cheias vindas do rio", mas considera que o que sucedeu este sábado é falta de manutenção e culpa o "riacho" recentemente "construído". O morador refere ainda que no domingo passado já ocorreu algo semelhante.

"Aqui houve uma intervenção num riacho que o transformou, por indicação da área do ambiente - nem é uma questão municipal -, num riacho serpenteado em vez de um riacho direto, e portanto mais facilitador da saída da água", justifica Eduardo Vítor Rodrigues, salientando que independentemente do tipo de riacho, "é incomportável nestes momentos com o picho de chuva como o que ocorreu entre as 10h30 e 12h00".

Para o autarca, "não é um ato de resignação" e apela à compreensão, referindo que "não há estrutura que resista quando há um volume de água destas junto ao rio".

Homem arrastado pela água no Porto, estação inundada

Na cidade do Porto, a chuva intensa também provocou inundações, estragos e problemas na circulação rodoviária e do serviço de Metropolitano.

A rua Mouzinho da Silveira ficou transformada num rio de lama, provocou danos em estabelecimentos comerciais e viaturas.

Imagens divulgadas nas redes sociais mostram uma pessoa a ser arrastada durante alguns metros pela força da água numa rua da Baixa do Porto. O homem conseguiu escapar pelos seus próprios meios e tudo não passou de um grande susto.

A estação do Metro de São Bento foi encerrada devido a uma inundação.

OuvirPausa
Reportagem de Henrique Cunha nas cheias no Porto
Estação de São Bento inundada. Fotos: Henrique Cunha/RR (Veja a fotogaleria)
Estação de São Bento inundada. Fotos: Henrique Cunha/RR (Veja a fotogaleria)

A circulação do Metropolitano sofreu constrangimentos, mas a Linha Amarela vai retomar a operação.

Na zona de São Bento, a chuva forte e a força das águas arrastou muita terra e detritos. Farid, proprietário de uma loja, diz à Renascença que o seu espaço comercial "sofreu danos de valores muito altos".

"Tentámos fechar a porta, mas não conseguimos devido à força da água. Vamos ter trabalho para alguns dias. Os danos que sofremos foram muito grandes e para termos novos materiais vai ser um valor muito muito alto", declarou Farid, proprietário de uma loja junto à estação de metro de São Bento.

Bombeiros recebem 150 pedidos de ajuda no Porto

O concelho do Porto registou hoje em menos de duas horas 150 pedidos de ajuda por causa das inundações em habitações e vias públicas, principalmente na baixa da cidade, disse à Lusa fonte da Proteção Civil local.

A fonte do comando sub-regional de Emergência e Proteção Civil da Área Metropolitana do Porto explicou que os 150 registos de pedidos de ajuda por causa das inundações nas habitações e vias públicas foram registados entre as 12h00 e as 13h50, tendo havendo maior concentração de pedidos de ajuda na “baixa da cidade”.

Fonte da Polícia do Porto confirmou à Lusa que há várias vias enceradas ao trânsito devido à chuva intensa que se fez sentir desde o final desta manhã, mas sem especificar quais, devido ao “excesso de pedidos que estão a registar à hora de almoço”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • DE NOVO
    07 jan, 2023 PORTUGAL 20:06
    Afinal onde está a COMPETÊNCIA? Será que a CULPA vai morrer solteira? Projetam obras desta envergadura sem FISCALIZAÇÃO? Será que os ANTIGOS têm de RESSUSCITAR? As justificações do VICE-PRESIDENTE da Câmara do Porto são INADMISSÍVEIS para quem se protege com oleado da protecção civil. Leviandade PURA.
  • EU
    07 jan, 2023 PORTUGAL 15:32
    Na altura das ELEIÇÕES, há um ano, aqui RR, fiz um reparo sobre a cidade do Porto. Disse que puseram a cidade BONITA, mas esperava que a CÂMARA não se viesse a arrepender. Pois aí está, MAIS UMA VEZ a minha chamada de atenção a dar-me razão. Já agora deixem que diga às Entidades envolvidas que as estruturas quando BEM construídas não causam danos. Então a Estação de São Bento fica numa cota superior ao RIO e é INUNDADA? Arranjem desculpas, mas sólidas. Não BRINQUEM com a NATUREZA. Há CINQUENTA ANOS chovia mais e não inundava mais que as MARGINAIS.
  • Figueiredo
    07 jan, 2023 Porto 14:32
    Lamentável toda esta situação pela qual a Cidade do Porto e os Portuenses estão a passar graças à falta de manutenção e ausência de prevenção intencionais, e as más políticas praticadas pelo Executivo do «Porto, o Nosso Partido/Porto, o Nosso Movimento/Aqui Há Porto».

Destaques V+