Tempo
|

Guerra na Ucrânia

Crianças da Ucrânia estão desamparadas. "Vamos precisar de toda a ajuda", avisa Unicef

26 fev, 2022 - 03:05 • André Rodrigues

A Unicef tem presença regular na Ucrânia desde 2014 e estima que haja sete milhões e meio de crianças no país. ""Há que garantir a distribuição de produtos de higiene, de medicamentos e de educação em emergência", para permitir que os menores "continuem a sua educação ou possam ocupar-se de uma forma construtiva".

A+ / A-

A Unicef diz que o abastecimento de água potável às crianças é uma necessidade urgente na Ucrânia.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância denuncia que o conflito está a deixar os menores completamente desamparados.

O alerta surge horas depois de notícias dando conta que as forças russas atingiram um orfanato com mais de 50 crianças e depois de, na madrugada de quinta para sexta-feira, os bombardeamentos terem provocado a morte de, pelo menos, duas crianças.

Em declarações à Renascença, a presidente do Comité Português da Unicef, Beatriz Imperatori, descreve um cenário devastador, com famílias abandonadas à sua sorte.

"As pessoas estão confusas, perdidas, sentem-se desprotegidas e os ataques a infraestruturas de água, escolas, creches e infantários têm acontecido, o que deixa um rasto de violência e de desamparo imenso", diz a responsável.

A Unicef, que tem presença regular na Ucrânia desde 2014, estima que haja, no país, sete milhões e meio de crianças: "nós abrimos agora uma resposta de emergência, com equipas móveis que apoiam as crianças que ficaram separadas das famílias, acolhendo-as e levando-as para zonas seguras onde, mais tarde, possam vir a reencontrar as suas famílias e, também para resposta a questões de saúde, como ferimentos e apoio psicossocial".

Beatriz Imperatori deixa, por isso, um apelo dirigido à sociedade civil e a todos os que, de alguma forma, podem apoiar a missão no terreno: "vamos precisar de toda a ajuda e da colaboração de todos para conseguirmos ajudar estas crianças".

Para já, a Unicef diz não sentir dificuldade na distribuição de ajuda humanitária às crianças da Ucrânia, mas pede ajuda para poder continuar a disponibilizar esse apoio no terreno.

"Estamos a levar os nossos armazéns centrais para as proximidades das zonas de confrontos. Primeiro, tudo o que tem a ver com alimentação e água, porque os ataques às infraestruturas têm impedido que a água segura chegue às crianças e às famílias", diz Beatriz Imperatori.

Noutro plano, "há que garantir a distribuição de produtos de higiene de medicamentos e de educação em emergência, pequenos kits para aqueles que eram professores ou que acompanhem as crianças para permitir que elas continuem a sua educação ou possam ocupar-se de uma forma construtiva".

A guerra atravessa todo o território ucraniano, mas, para já, Beatriz Imperatori diz que a ajuda humanitária tem chegado ao terreno.

"Não posso dizer que sintamos dificuldade em adquirir ou levar ajuda para além daquilo que é um cenário de guerra", conclui.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • claudete A calderaro
    02 fev, 2023 Brasil 22:23
    eu preciso encontrar Zlata alguem me ajude
  • Cristiane Gonçalves
    24 mar, 2022 Brasil 18:17
    Como ajudar a cuidar das crianças desamparadas?
  • Mariana
    11 mar, 2022 Bahía Brasil 17:17
    Eu gostaria de ajudar a Ucrânia tambem... posso acolher até 5 pessoas...alguma mãe com filhos...e tambem adotaria crianças ...tenho uma filha de 11 anos...moro numa fazenda pequena...mais quero ajudar
  • Florentina gomes
    05 mar, 2022 Estor 13:21
    Gostaria mais uma vez ajudar a Ucrânia ficar com um bebé, ou seja uma criança para ajudar

Destaques V+