Tempo
|
A+ / A-

Rúben Amorim. Com o 3-2 “tornou-se impossível”

09 dez, 2023 - 20:37 • Redação

Os leões perderam em Guimarães, mas ainda são líderes.

A+ / A-

O treinador do Sporting, Rúben Amorim, lamenta que a sua equipa não tenha conseguido aguentar o jogo quando chegaram à igualdade contra o Vitória.

“Sabíamos que o jogo era complicado, controlámos bem na primeira parte as transições do Vitória, tivemos as nossas ocasiões, mas sofremos em cima do intervalo. Sabíamos que o Vitória ia criar perigo em contra-ataques. Tivemos oportunidades para marcar, o Vitória chegou ao 2-1. Depois fizemos o 2-2 e devíamos ter aguentado o resultado, mas voltámos a sofrer o 3-2 e tornou-se impossível”, referiu.

Em declarações à Sporttv, o técnico dos leões acrescenta: “Senti mais o golo antes do intervalo, acho que foi uma machadada mais forte” [do que o 3-2].

Na primeira parte, a equipa de Alvalade experimentou uma tática diferente, sem o capitão Coates, mas Amorim refere: “No início deste jogo faríamos sempre a mesma coisa, talvez com características diferentes”.

A próxima partida dos leões é contra os dragões. “O jogo do FC Porto seria sempre para ganhar e é isso que vamos tentar fazer”, reforça Rúben Amorim.

O Sporting perdeu 3-2 em Guimarães, mas mantém a liderança do campeonato.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+