Tempo
|
A+ / A-

Rúben Amorim: "Estamos a falhar redondamente"

23 abr, 2023 - 14:28

"Vamos ver o que é melhor para o clube". Treinador leonino não assume saída, mas diz que é "responsável pela parte desportiva" e tem "de falar com as pessoas".

A+ / A-

O treinador do Sporting, Rúben Amorim, assume que falhou “redondamente” os objetivos da época futebolística 2022/23 e sem confirmar a intenção de deixar o clube diz que no final da temporada avaliará o que é melhor para o Sporting.

O técnico aproveitou a conferência de imprensa de lançamento do jogo com o Vitória de Guimarães para esclarecer que “o que quis fazer” no final do encontro com a Juventus, na quinta-feira, “foi assumir as responsabilidades” e dizer que não foram atingidos “os objetivos mínimos”, além de que essa avaliação será feita "no final da época".

“Eu sou responsável pela parte desportiva e nós falhámos até ao momento. Estamos a falhar redondamente. E, portanto, temos de falar, enquanto clube. Eu tenho de falar com as pessoas, apresentar as minhas explicações e assumir a minha responsabilidade. E no fim vamos ver o que é melhor para o clube. Nada mais do que isso”, esclareceu Rúben Amorim.

"Isso não muda nada na vontade do treinador querer ficar ou [significa] que mudou de ideias e quer sair”, prosseguiu, lembrando que, como “cara do projeto desportivo” do Sporting, não se sentiria bem se não assumisse as suas responsabilidades perante a direção no final da época.

“Não posso fugir a isso, não me sentiria bem e até me sentiria um bocadinho envergonhado se não tivesse essa conversa com a direção e com o presidente. É apenas isso, sem dramas nenhuns, como em todas as empresas que não atingem os seus objetivos”, vincou.

Ainda sobre as suas palavras após a eliminação sofrida frente aos italianos, nos quartos de final da Liga Europa, Amorim manteve “o que disse sobre o avançado”, quando recordou que Liedson, Derlei e Slimani não conquistaram qualquer campeonato pelo Sporting, ao contrário de Paulinho e Tiago Tomás.

“O que disse sobre o avançado, mantenho. Obviamente que pode ser um dos fatores da falta de eficácia, mas não quer dizer que isso seja a principal razão do falhanço dos nossos objetivos e, nesse aspeto, mantenho [o que disse]”, insistiu.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+