Tempo
|
A+ / A-

Liga Europa

​Paulo Ferreira: "Lyon já não é o que era, FC Porto tem todas as condições para passar"

16 mar, 2022 - 11:00 • Rui Viegas

Antigo lateral dos dragões eliminou o Lyon nos quartos de final na caminhada para a conquista da Liga dos Campeões de 2004. Os dois clubes reencontram-se esta quinta-feira, na decisão dos “oitavos” da Liga Europa.

A+ / A-

Paulo Ferreira, antigo defesa e campeão europeu do FC Porto, antevê com otimismo o jogo da segunda mão dos oitavos de final da Liga Europa, marcado para esta quinta-feira no leste de França.

O ex-internacional português, que sabe o que é eliminar o Lyon das provas europeias ao serviço dos dragões, em 2004, nos quartos de final da Liga dos Campeões, prevê um novo triunfo, 18 anos depois.

“A situação do golo fora já não é como antigamente. Com 1-0, o jogo estará em aberto. O Lyon também já não é o que era. Está muito abaixo do que tem feito e o FC Porto tem todas as condições para passar", começa por dizer, em entrevista exclusiva a Bola Branca.

O antigo lateral direito acredita que "conhecendo o FC Porto como conheço, o Sérgio Conceição irá incutir nos jogadores a necessidade de dar tudo. Enquanto for possível, os jogadores irão tentar dar a volta ao resultado e penso que é possível”.

Paulo Ferreira tem muita experiência de competições europeias e títulos conquistados. Pelo FC Porto ganhou a Liga Europa em 2003 e a Liga dos Campeões em 2004. Pelo Chelsea ergueu outra "orelhuda”, em 2012, e a Liga Europa, em 2013, numa final em que bateu o Benfica.

O ex-jogador considera que o facto de o Porto dar prioridade ao campeonato e liderar a prova em Portugal não terá influência na abordagem do desafio de Lyon.

“O jogo irá ser abordado da mesma maneira e não tem nada a ver com o facto de estar em primeiro no campeonato. O FC Porto encararia sempre o jogo para ganhar e passar, em qualquer circunstância. Quem está naquela casa sabe que tem que ser assim e terá sempre de dar o seu melhor”, sustenta.

Porto ainda não pode encomendar as faixas

Nuna análise ao campeonato português, Paulo Ferreira não elege um favorito declarado, apesar de o FC Porto liderar a tabela com seis pontos de vantagem sobre o Sporting e 12 em relação ao Benfica.

O antigo lateral portista sustenta também que no Dragão ninguém pensa ainda nas faixas.

“Matematicamente o FC Porto ainda não é campeão e por isso não pode ser considerado favorito. O FC Porto sabe disso e não se alimenta com esse tipo de especulações. O FC Porto só se foca nele próprio e em continuar a ganhar", diz, antes de concluir.

"Só vai considerar-se campeão quando for efetivamente campeão. O Benfica enquanto for possível irá continuar a lutar para aproximar-se de Sporting e FC Porto e o Sporting fará o mesmo relativamente ao FC Porto. Na frente do campeonato, o FC Porto irá continuar a trabalhar da mesma forma sem pensar que é favorito ou candidato. Todos têm legitimidade em pensar que ainda podem ser campeões”, considera, a fechar.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+