A+ / A-

Capitão Bruno Torres deixa seleção de futebol de praia

23 fev, 2024 - 00:03 • Redação

Portugal foi, esta quinta-feira, eliminado pela Bielorrússia no Mundial da modalidade.

A+ / A-

Após a derrota contra a Bielorrússia, no Mundial de futebol de praia, Bruno Torres, capitão da seleção, anunciou o adeus à seleção.

O internacional português, campeão do mundo em 2015 e 2019, acredita que “o verdadeiro legado que mais me satisfaz deixar é aquele que fica no coração dos meus companheiros e de todas aquelas pessoas com quem privei ao longo destes anos em que representei a Federação Portuguesa de Futebol”.

O fixo, de 43 anos, deixa agradecimentos: “uma gratidão tremenda por tudo o que pude viver ao longo destes anos, representando o meu país, fazendo aquilo que amo, demonstrando toda essa paixão, não só por todo o nosso país, mas pelo mundo fora. Acho esse o maior reconhecimento que me podem dar, a forma como me entreguei de corpo e alma em cada um desses momentos. Agradecer a todos eles, todos os portugueses que nos acompanham de uma forma mais direta, que vibram por nós, que nos apoiam e aquilo que eu espero é que quem vá continuar este trajeto na seleção, o faça do mesmo jeito que eu e agora serei mais um a apoiar por fora”.

Apesar do adeus à equipa das quinas, a carreira ainda não termina.

O presidente da FPF, Fernando Gomes, deixa mensagem ao capitão: "O Bruno Torres é mais do que um simples jogador, é um líder dentro e fora de campo, um exemplo para os mais jovens e para todos aqueles que gostam do futebol de praia.

A Seleção Nacional de Futebol de Praia perde hoje uma das suas referências, mas tenho a certeza que os seus ensinamentos permanecerão por muitos e longos anos”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+