A+ / A-

Djokovic, Lewandowski, Verstappen e Brady candidatos aos Prémios Laureus

02 fev, 2022 - 13:11 • Lusa

Os vencedores das sete categorias dos Laureus serão conhecidos na primavera. Conheça os nomeados.

A+ / A-

O tenista sérvio Novak Djokovic, o futebolista polaco Robert Lewandowski, o piloto neerlandês de Fórmula 1 Max Verstappen e o recém-retirado jogador de futebol norte-americano Tom Brady integram os nomeados para os Prémios Laureus, anunciou a organização, esta quarta-feira.

A categoria de desportista masculino do ano contempla ainda o nadador norte-americano Caeleb Dressel e o atleta queniano Eliud Kipchoge, enquanto no setor feminino, destacam-se as presenças das atletas norte-americana Allyson Felix e jamaicana Elaine Thompson-Herah e das australianas Emma McKeon (natação) e Ashleigh Barty (ténis).

A nadadora norte-americana Katie Ledecky e a futebolista espanhola Alexia Putellas também concorrem ao prémio principal feminino, enquanto a ginasta norte-americana Simone Biles é candidata a vencer o galardão destinado ao regresso do ano e as seleções de futebol de Argentina e Itália ao de melhor equipa.

Lewandowski foi eleito melhor jogador do mundo Foto: Harold Cunningham / Pool/EPA
Lewandowski foi eleito melhor jogador do mundo Foto: Harold Cunningham / Pool/EPA
Tom Brady reformou-se do futebol americano Foto: Shannon Stapleton/Reuters
Tom Brady reformou-se do futebol americano Foto: Shannon Stapleton/Reuters
Medvedev ganhou o Open dos Estados Unidos Foto: Dean Lewins/EPA
Medvedev ganhou o Open dos Estados Unidos Foto: Dean Lewins/EPA
Dressel ganhou cinco medalhas nos Jogos Olímpicos de Tóquio Foto: Tibor Ellyes/EPA
Dressel ganhou cinco medalhas nos Jogos Olímpicos de Tóquio Foto: Tibor Ellyes/EPA

Djokovic, que esteve envolvido em grande polémica devido à viagem para disputar o Open da Austrália sem estar vacinado contra a Covid-19, é o único na lista masculina que já foi distinguido, em 2012, 2015, 2016 e 2019, depois de ter conquistado três títulos do Grand Slam em 2021, consolidando a liderança do "ranking" mundial.

Lewandowski, avançado do Bayern Munique, foi eleito em janeiro melhor futebolista mundial pela FIFA, Verstappen sagrou-se pela primeira vez campeão mundial de F1, Brady atingiu o recorde de sete títulos do Super Bowl, Dressel ganhou cinco medalhas de ouro olímpicas em Tóquio2020 e Kipchoge tornou-se o terceiro atleta a vencer maratonas olímpicas consecutivas.

Felix é candidata ao prémio feminino depois de ter superado Carl Lewis como atleta olímpica mais premiada dos Estados Unidos, em Tóquio2020, onde brilhou também a grande altura Thompson-Herah, que conquistou a medalha de ouro nos 100, 200 e estafeta 4×100 metros.

Barty venceu o Open da Austrália Foto: Joel Carrett/EPA
Barty venceu o Open da Austrália Foto: Joel Carrett/EPA
Katie Ledecky ganhou quatro medalhas olímpicas em Tóquio Foto: Patrick B. Kraemer/EPA
Katie Ledecky ganhou quatro medalhas olímpicas em Tóquio Foto: Patrick B. Kraemer/EPA
Alexia Putellas foi considerada a melhor futebolista do mundo Foto: Yoan Valat/EPA
Alexia Putellas foi considerada a melhor futebolista do mundo Foto: Yoan Valat/EPA
Allyson Felix brilhou nos Jogos Olímpicos em Tóquio Foto: Franck Robichon/EPA
Allyson Felix brilhou nos Jogos Olímpicos em Tóquio Foto: Franck Robichon/EPA

Na capital japonesa, McKeon arrebatou quatro medalhas de ouro e três de bronze na natação, a melhor marca individual, enquanto Ledecky ganhou duas medalhas do metal mais precioso e outras tantas de prata, Barty, número um mundial, conquistou o segundo Grand Slam, em Wimbledon, e Putellas, do FC Barcelona, foi distinguida como melhor futebolista pela FIFA e pela UEFA.

A Argentina, vencedora da Copa América, e a Itália, campeã no Euro 2020, podem receber o galardão destinado à melhor equipa, tal como o FC Barcelona, vencedor da Liga dos Campeões feminina na época passada, a Mercedes, campeã mundial de F1, e os Milwaukee Bucks, que conquistaram o título na NBA.

O prémio para o regresso do ano poderá ser atribuído a Biles, que se retirou em Tóquio 2020, devido à pressão psicológica, mas recuou na decisão e ganhou a medalha de bronze na trave, ao ciclista britânico Mark Cavendish, ao atleta norte-americano de saltos sincronizados Tom Daley, ao piloto espanhol de MotoGP Marc Márquez, à ciclista neerlandesa Annemiek van Vleuten e ao skater britânico Sky Brown.

A categoria revelação do ano será disputada pelo tenista russo Daniil Medvedev, o futebolista espanhol Pedri, jogador do FC Barcelona, a atleta venezuelana Yulimar Rojas, a tenista britânica Emma Raducanu, o atleta indiano Neeraj Chopra e o nadador australiano Ariarne Titmus.

Devido à pandemia de covid-19, a cerimónia de entrega dos Prémios Laureus será realizada de forma virtual, à semelhança do que aconteceu em 2021.

Desportista masculino do ano:

Tom Brady (EUA, futebol americano)

Novak Djokovic (Ser, ténis)

Caeleb Dressel (EUA, natação)

Eliud Kipchoge (Que, atletismo)

Robert Lewandowski (Pol, futebol)

Max Verstappen (Hol, F1)

Desportista feminina do ano:

Ashleigh Barty (Aus, ténis)

Allyson Felix (EUA, atletismo)

Katie Ledecky (EUA, natação)

Emma McKeon (Aus, natação)

Alexia Putellas (Esp, futebol)

Elaine Thompson-Herah (Jam, atletismo)

Equipa do ano:

Seleção de futebol masculino da Argentina

Seleção de futebol masculino da Itália

Equipa de futebol feminino do Barcelona

Equipa olímpica de saltos sincronizados da China

Equipa de Fórmula 1 Mercedes

Equipa de basquetebol norte-americana Milwaukee Bucks

Regresso do ano:

Simone Biles (EUA, ginástica artística)

Sky Brown (GB, skate)

Mark Cavendish (GB, ciclismo)

Tom Daley (GB, natação sincronizada)

Marc Márquez (Esp, motociclismo)

Annemiek van Vleuten (Hol, ciclismo)

Revelação do ano:

Neeraj Chopra (Ind, atletismo)

Daniil Medvedev (Rus, ténis)

Pedri (Esp, futebol)

Emma Raducanu (GB, ténis)

Yulimar Rojas (Ven, atletismo)

Ariarne Titmus (Aus, natação)

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+