A+ / A-

VAR Bola Branca

Nota 4 para Miguel Nogueira, que "decidiu bem em todos os lances na área"

08 dez, 2023 - 20:37 • Redação

Não foram assinalados penáltis no Benfica-Farense. VAR Bola Branca diz que todas as decisões capitais foram corretas.

A+ / A-

O videoárbitro (VAR) Bola Branca atribui Nota 4 a Miguel Nogueira, árbitro do Benfica 1-1 Farense, referente à 13.ª jornada do campeonato.

Paulo Pereira diz que Nogueira "esteve bem, teve uma noite complicada mas decidiu bem em todos os lances na área" - sempre sem penálti.

Aos 23 minutos, Tengstedt introduziu a bola na baliza do Farense, mas estava "claramente em fora de jogo, por vários metros".

"Aos 30 minutos, "o lance mais difícil de analisar" da primeira parte:

"Otamendi coloca as mãos nas costas de Bruno Duarte. Não há qualquer extensão de braços, apenas o colocar as mãos para não chocarem. Não há qualquer empurrão, o árbitro nada assinalou e muito bem."

O único amarelo do primeiro tempo "também foi justificado".

A segunda parte foi abundante em casos, o primeiro aos 47 minutos. Paulo Pereira considera que Miguel Nogueira fez bem em nada assinalar.

"A bola bate no braço de Otamendi, é um ressalto. Otamendi está em rotação à procura da bola, é boa decisão do árbitro", afirma.

O VAR Bola Branca revela, ainda, que é no braço de Otamendi que a bola bate, no lance do golo do Farense, pelo que, "se não tivesse existido o golo, teríamos tido intervenção do videoárbitro merecedora de penálti".

Aos 57 minutos, um lance na área do Farense: "O Gonçalo Silva joga a bola com a barriga, portanto é um lance não merecedor de penálti."

Já perto do final, Arthur Cabral cai na área algarvia: "Os jogadores agarram-se mutuamente. Esteve bem o árbitro ao nada assinalar."

Aos 94 minutos, Otamendi caiu na área em disputa com Rui Costa.

"É o Otamendi que faz a falta, ele puxa a cinta do Rui Costa e os dois caem para trás", explica Paulo Pereira, VAR Bola Branca.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+