Tempo
|
A+ / A-

Gil Vicente

Vítor Campelos: "Às vezes questiono-me para que é que existe o VAR"

04 dez, 2023 - 23:05 • Redação

Treinador do Gil Vicente explica que impasse com o VAR "desestabilizou a equipa, até porque sofremos logo de seguida o 3-1".

A+ / A-

Vítor Campelos, treinador do Gil Vicente, deixou críticas à arbitragem na derrota em Alvalade, por 3-1.

À Sport TV, o técnico questionou a utilidade do VAR após o árbitro Cláudio Pereira ter ido contra a opinião do videoárbitro e confirmar o golo de Gyokeres.

"Às vezes, questiono-me para que é que existe o VAR, mas o árbitro entendeu que devia marcar o golo. Esse momento, desestabilizou a nossa equipa, até porque sofremos logo de seguida o 3-1. É esta a história do jogo. O Sporting é um justo vencedor. Este detalhe do segundo golo do Sporting, e o VAR chama o árbitro, com toda a certeza viu alguma cosia, mas decidiu que devia manter a decisão que tinha tomado anteriormente e temos de respeitar, mas para que é que existe o VAR?", questiona.

O técnico acredita que a sua equipa entrou "relativamente bem no jogo, organizados, preparámos bem o jogo".

"Falámos ao intervalo o que teríamos de melhorar, sabíamos que os primeiros minutos seriam importantes para o desenrolar do jogo e o Sporting faz o 2-1. De qualquer forma, parabéns ao Sporting pela vitória, fomos uma equipa organizada, na segunda parte a entrada do Sporting foi forte. Se aguentássemos aqueles primeiros minutos sem sofrer, a história do jogo poderia ter sido outra", atira.

O Gil está numa série de cinco jogos seguidos sem vencer, mas Campelos não dramatiza a situação atual.

"Temos feito bons jogos, por um ou outro detalhe, não temos vencido. Por vezes, erros individuais que custaram-nos caro. Temos de continuar a trabalhar. A palavra de ordem é trabalhar, somos uma equipa com uma boa ideia de jogo, joga sempre para ganhar, sabemos que há estratégias diferentes e temos de ter em atenção a qualidade do Sporting. Jogamos sempre com qualidade, mas precisamos de pontos e com certeza eles vão chegar", termina.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+