Tempo
|
A+ / A-

Carlos Carvalhal

Ricardo Horta e David Carmo. Braga com almofada negocial e sem medo de amuos

04 jul, 2022 - 11:29 • Inês Braga Sampaio

Carlos Carvalhal acredita que "possam acontecer coisas, mas à última hora". Horta é pretendido pelo Benfica e Carmo pelo FC Porto. Sporting de Braga já avisou que não é época de saldos.

A+ / A-

Carlos Carvalhal acredita que Ricardo Horta e David Carmo ainda poderão sair do Sporting de Braga, apesar da intransigência negocial de António Salvador, contudo, garante que se as transferências não se concretizarem os dois jogadores continuarão a render ao máximo.

Ricardo Horta é pretendido pelo Benfica e David Carmo pelo FC Porto; o presidente do Braga já avisou que "quem os quiser terá de pagar o justo valor". A oportunidade de dar o salto para um grande pode, portanto, ser adiada para os dois jogadores. No entanto, não há perigo de qualquer um deles amuar, dado que ambos são profissionais de excelência, garante Carlos Carvalhal, que treinou o Braga nas duas últimas temporadas.

"O Braga é um grande clube. Essa questão é pertinente noutros clubes, no Braga não é. Os jogadores já sabem que não adianta fazerem má cara. Não são os casos do Ricardo Horta e do David Carmo. Já houve situações idênticas no passado e o presidente mostrou mão firme", afirmou o treinador, esta segunda-feira, em declarações aos jornalistas.

Carlos Carvalhal acredita que "possam acontecer coisas, mas à última hora", pois António Salvador não abdicará daquilo que pensa que os dois jogadores valem. Além disso, tem uma vantagem nas negociações:

"Fruto das boas vendas que fez no ano passado, a posição do António Salvador é muito sólida. São dois grandes jogadores. O Ricardo Horta faz os jogos todos e o David teve um salto brutal, desde que regressou da lesão. Se continuar assim, vamos ter o David Carmo na seleção."

Carlos Carvalhal deixa Portugal, para treinar o Al Wahda, da Arábia Saudita, mas continuará atento ao campeonato. O Benfica tem novo treinador, o FC Porto perdeu jogadores importantes e o Sporting ficou sem Sarabia. Carvalhal acredita que "o ponto de partida é sempre igual".

"Benfica reforçou-se, está numa mudança de ciclo e as mudanças são sempre uma incógnita. Estará apto para discutir o título. O Porto perdeu dois jogadores importantes, mas o Sérgio [Conceição] tem sabido lidar muito bem com as transformações que a equipa sofre. O Sporting é trabalho de continuidade. Saindo o Sarabia, se chegar o [Francisco] Trincão compensa. Morita tem grande qualidade. O Sporting vai continuar a ser forte e o Braga é um 'outsider'", argumenta.

Carlos Carvalhal falou aos jornalistas no Aeroporto Francisco Sá Carneiro, à partida para a Arábia Saudita, onde vai treinar o Al Wahda, por um ano, na esperança de que os distraídos reparem no seu trabalho.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Juíz Vermelho
    04 jul, 2022 Catedral da Luz 16:28
    Por mim, deixava-se a aquisição de Horta em banho-maria e assinava-se com ele um pré-contrato, quando fosse altura, de forma que o Braga não via um tostão. E entretanto, dava-se todo o apoio possível aos que já estão, e à prata da casa.

Destaques V+