Tempo
|
A+ / A-

Nuno Campos

Final da Taça é oportunidade de uma vida para os jogadores do Tondela

20 mai, 2022 - 09:04 • Redação

O treinador do Tondela, Nuno Campos, foi convidado das 3 da Manhã da Renascença. A equipa recupera do choque da descida, antes de um dia histórico no Jamor.

A+ / A-

O treinador do Tondela agarra-se a tudo para convencer os seus jogadores de que é possível vencer a Taça de Portugal no domingo, frente ao FC Porto, e "fazer história".

Convidado das 3 da Manhã da Renascença, Nuno Campos dá conta de uma equipa "motivada" e com a consciência do momento.

"Temos de olhar para esta final como um desafio histórico, porque podemos fazer história. Os jogadores têm de ver esta final como uma oportunidade da vida deles", afirma o treinador.

A primeira presença do Tondela na final da Taça de Portugal é ensombrada pela descida de divisão, consumada no fim de semana passado. Nuno Campos reconhece que os primeiros dias foram difíceis, mas a equipa está a recuperar do choque e estará pronta para discutir o título com o FC Porto.

Antigo adjunto dos dragões, com Paulo Fonseca, o agora técnico do Tondela espera um jogo de alto grau de dificuldade, não só por se tratar do campeão nacional, mas o campeão nacional que "bateu o recorde de pontos" na I Liga.

"Temos as nossas armas, a nossa crença e a motivação para algo que pode ser histórico na vida destes jogadores", reforça.

Nuno Campos sucedeu a Pako Ayestarán no Tondela e esteve no comando da equipa apenas num jogo da caminhada dos beirões na Taça de Portugal. Camacha, Leixões, Estoril, Rio Ave e Mafra foram os clubes eliminados pelos tondelenses.

A final da Taça de Portugal, frente ao FC Porto, está marcada para domingo, 22 de maio, às 17h15, no Estádio Nacional, em Oeiras. O jogo tem relato na Renascença e acompanhamento ao minuto em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+